lundi 20 avril 2015

Estourando de saudades

 

Vivo a sonhar...
Um sonho que jamais...
 Tornasse-a realidade!
 Sendo assim morrei...
Com o peito estourando de saudade.
Daquela que amei e me deixou.
***
Minhalma e o coração.
Já não comportam...
Tanta dor!
***
Pelo seu gesto brusco e repentino!
Ando no mundo qual um Pelegrino.
Que já perdeu a esperança no amor!
***
Ah como era belo!
Quando ainda sonhava...
Que tinha encontrado,
Um tesouro valioso!
Pois para mim, ela era esse tesouro...
Que me deixava feliz e encantado.
E era eu um eterno apaixonado!
***
Hoje somente a tristeza impera!
Nesse coração e nessa alma errante.
Que mesmo sem mais esperança!
Seu nome não me sai da mente.
Nem por um instante.

Vivaldo Terres 

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...