mardi 4 novembre 2014

ATIVIDADES ESPECIAIS

Falando de nossas atividades, gostaríamos de agradecer a todos os que enviaram textos para nossa edição natalina, que sairá no final de novembro. As inscrições estão encerradas;






- Você já esteve numa Feira de Livros Internacional? É muito bom para o seu currículo literário, pode acreditar! Principalmente se for uma feira como a de Genebra, o maior evento literário da Suíça e um dos mais bem conceituados da Europa! Autografar e expor em Genebra, cidade que é considerada capital do mundo com suas mais de 170 nacionalidades! O Varal do Brasil leva ao Salão do Livro e da Imprensa de Genebra um estande de 50 (cinquenta!) metros quadrados, com muita literatura, artes plásticas e música. Uma oportunidade única! Você estando presente ou não durante a Feira, seu livro estará em nosso catálogo, em nosso estande, sendo visto e apreciado por milhares de pessoas de muitas nacionalidades que visitam o Salão! E você, se desejar, pode vir autografar e aproveitar conosco destes momentos mais do que especiais!

Já confirmadas as presenças dos grandes escritores Cintia Moscovich, Marcelino Freire e Ronaldo Correia de Brito!
A Suíça espera por você, venha! Fotos e vídeos de nossas participações anteriores aqui:




- O Concurso da Orelha e da Apresentação para o livro Varal Antológico 5 terminará este mês. Escreva sobre o Varal do Brasil e envie para nosso e-mail um texto entre dez e quinze linhas. Escolheremos três textos para figurar em nossa antologia!

- E não perca a oportunidade de ser um dos autores selecionados para nossa antologia! O livro Varal Antológico 5 é mais do que uma simples coletânea, é um livro que representa, vivamente, o melhor de nossa literatura atual, composto por autores que amam a literatura e apresentam textos de qualidade indiscutível. Escreva para saber mais! varaldobrasil@gmail.com

- E até dia 15 de novembro ainda receberemos fotos e obras (pinturas, desenhos) para a capa do livro Varal Antológico 5. Não deixe de enviar a sua arte!

- Estão abertas as inscrições para a revista Varal do Brasil de janeiro, com tema livre. Toda participação é gratuita! Visite o nosso site e leia as revistas anteriores, conheça mais sobre o Varal, sobre nossas participações em eventos, sobre o que temos feito! www.varaldobrasil.com

É sempre com muito carinho que trazemos nossas atividades para que você conheça melhor o Varal e possa participar conosco! 

VENHA PARA A SUÍÇA!



Biblioteca


"MORTOS"


EMANUEL MEDEIROS VIEIRA 


Para todos os amigos já "encantados"
"Escrevemos cada vez mais/para um mundo cada vez menos"
(Alberto da Cunha Melo)
Eles me chamam quando a noite vai começar.
Não.
Chamam a qualquer hora.
São os meus mortos.
Querem um papo, um suco, um filé com fritas,
não, não querem ser esquecidos.
Contam comigo: modesto memorialista da tribo.
Deixaram alguma coisa - nada que seja motivo  de briga na Justiça.
Muitos livros (tantos interrompidos), canetas, papéis anotados, o projeto de uma obra pessoal, o sonho de ir a Veneza (mas "era outra" Veneza),uma calça jeans, camisetas, cuecas, camisetas, quase não conheciam os avanços da tecnologia, alguns tinham máquinas de escrever, um recibo de uma lavanderia, álbum de fotografias, cais de remédios, uma bula nunca lida.
Que mais?
Alguns tinham enxaqueca, outros padeciam de insônia, vários tentaram mudar o mundo, sofrearam perseguições, invejas, muitos detestavam ratos.
Tinham convicção de que, num futuro bem próximo, poucas pessoas gostariam de ler, viciadas em engenhocas eletrônicas
Riem, pedem uma birita.
Estão mortos - irremediavelmente mortos.
Cantam, dançam.
Mas já estranhavam este mundo quando estavam aqui.
Uma enfarte, uma leucemia, uma batida de carro, um coração que parou de bater, e velhice mesmo.
São os meus mortos.
Tinham tantos sonhos.
Tantos?

Quando eram jovens.
Depós, só queriam a amizade, a flor, morangos, a alegria repartida.
Não, amigos, não vou  esquecer vocês, enquanto estiver aqui.
Manterei acesa a chama (que chama?), e depois de mim?

Um menino sorri, um cão late - é um novo dia.
Relevem o sentimentalismo: fazem uma falta danada (os meus mortos)!
E estão dentro de mim, sempre, enquanto o dia nasce,  rio por eles,
aparece o sol, e contemplo as últimas estrelas dessa noite que já passou..
(Brasília, novembro de 2014)

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...