mercredi 29 octobre 2014

Antes E Depois



Separamos tempos desde
Nosso primeiro encontro

O antes eram páginas
Desenhadas duas fontes

No depois jorra o amor
Copioso a cada aurora.

Dois córregos no antes
Águas juntas ondulantes
Um rio somos agora

Agora somos um rio
Somos águas destinadas
Ao mar vamos embora
Em curso deveras assim

Somos rio caudaloso
Sobre o leito pedregoso

Somos agora um rio
Águas que saltam o vazio

Vamos embora assim
Ao mar vai nosso rio

Amar-nos é o nosso fim


Por Luiz Manoel

Bruxas


Onde estará

 

Faz tempo que não há vejo!
Não sei nem onde estará,
Sinto falta do seu beijo.
Do seu jeito de se expressar!
***
Sinto falta dos carinhos,
Que outras não podem dar.
De sua voz doce clara,
 Que eu gostava de escutar.
***
Como era elegante,
 No modo de se trajar.
E era maravilhosa,
No seu modo de andar.
***
Nas minhas noites vazias,
Eu começo a relembrar.
Do tempo que era feliz,
 E que jamais voltará...
Nossa cama está sem ela,
Onde é que estará



Por Vivaldo Terres.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...