jeudi 20 février 2014

O pavão

Clique na imagem para aumentar

Norma Campaz, Artista Plástica e Nelson Jacintho, Escritor, no "Ponto & Vírgula"!

Olá, amigos!  Olha eu aqui com meu recadinho!
Hoje, às 12h, ao vivo, no “Ponto & Vírgula”, na TVRP, uma entrevista bem especial com a Artista Plástica Norma Campaz e o Escritor Dr. Nelson Jacintho.
Norma Campaz falará sobre a Poetisa e Declamadora Maria Lúcia Cardoso dos Santos e Dr. Nelson sobre o lançamento de seu livro “Conflitos da Alma – de duas uma”
Imperdível!
Espero vocês!
Um forte abraço!
Irene

PS: Poderão ver o programa também pelo site http://www.justin.tv/tvrp nos mesmos dias e horários abaixo.

Inédito
Quinta-feira ................. 12h (ao vivo)

Reprises
Sexta-feira...................... 22h30
Sábado........................... 16h30
Domingo......................... 17h30
Quarta-feira.................... 23h30

Além de vários horários alternativos

Irene Coimbra 
Produtora e Editora - Programa e Revista Ponto & Vírgula

MENINO


                                 PARA CIDA E ARNOLDO
                                 EMANUEL MEDEIROS VIEIRA
                              “E por amor de ti, em guerra o tempo enfrento.
                               Quanto ele em ti suprime, é quanto te acrescento.”
                                                       (Shakespeare)
                               Aqui não estás (mas “sinto” a tua presença imanente).
                               Não vi o primeiro dente, os cabelos aparecendo
                               mas estás aqui, no lado esquerdo do peito
                               teu sorriso inunda a casa
                               sempre restará a memória,
                               e parece tão pouco
                               não esqueço  do teu sorriso,
                               menino,
                               da tua  imensa ternura            
                               apenas um ser – e sempre um ser
                               Apenas?
                               Colho uma pitanga no meio destes verdes – percebo que esse amor
                               vai à eternidade, e no exato momento desta escrita, alguns   
                               pássaros estão cantando.
                              É cedo.
                              Ou é muito tarde – sempre
                              Amo-te menino – nada deterá esse amor.
                              Nele não existe oblívio – estaremos juntos: para sempre.
                                                                        

                                               (Brasília, fevereiro de 2014

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...