jeudi 30 octobre 2014

Texto de Jéssica Paola

"A gente é o mundo inteiro. Não foi só os Estados Unidos que chorou em 11 de setembro de 2001, a Ana que é Brasil-Sul-23-anos, também sentiu. O João que é Brasil-Norte-26-anos, também sentiu. Quando incendiou a Boate Kiss, a Marcinha que é Brasil-sudoeste-44-anos, fez uma oração em homenagem. A Joana-Nordeste-55-anos, baiana, do sorriso de sol poente: invocou todos os santos e fez uma prece em nome daquelas almas. Quando o menino João Hélio, de 6 anos, foi arrastado preso a um cinto de segurança por 7 km durante um assalto no subúrbio da cidade do Rio de Janeiro: a Marcela-paulista-16-anos, chorou. O Chico-mineiro-18-anos fez uma redação na escola sobre isso, e a professora Cláudia-paraense-39-anos, chorou com a redação. Pra tomar chimarrão tem que esconder o oxente? Pra comer vatapá tem que esconder o bah? A gente também é vatapá, chimarrão e acarajé. A gente também é: "não confundir discurso de ódio com liberdade de expressão." A gente chora pelo assalto de fulano em Minas, a gente se choca pela morte de ciclano no Pará, a gente invoca deuses da justiça por política em Cuba e a gente também sofre pela mulher estuprada no Irã. A gente é o mundo inteiro, afinal, a gente é GENTE. Oxente, se oriente!"

 Texto de Jéssica Paola.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...