mercredi 29 octobre 2014

Onde estará

 

Faz tempo que não há vejo!
Não sei nem onde estará,
Sinto falta do seu beijo.
Do seu jeito de se expressar!
***
Sinto falta dos carinhos,
Que outras não podem dar.
De sua voz doce clara,
 Que eu gostava de escutar.
***
Como era elegante,
 No modo de se trajar.
E era maravilhosa,
No seu modo de andar.
***
Nas minhas noites vazias,
Eu começo a relembrar.
Do tempo que era feliz,
 E que jamais voltará...
Nossa cama está sem ela,
Onde é que estará



Por Vivaldo Terres.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...