mercredi 15 octobre 2014

Excelsa Luna


Para Luana D’Oliveira

Nestas linhas
Subjaz o meu sagrado amor
Que devoto a ti...
Musa imortal dos meus sonhos
Mais sagrados
***
Subjaz aqui o meu profano amor
Devoto a ti
***
Morre aqui!
 Não ganhará à luz do dia
Ficara preso junto a mim!
***
Mas vez ou outra...
 Voa em desesperado, pela noite outonal!
 Ganha os céus
E perdesse na infinitude do cosmo
Vai morar junto às estrelas!
Perdido nas imensidões siderais sem fim
***
Nestas linhas...
Subjaz o meu pranto
Aqui pratico o meu choro...
A minha sina!
Sofro a minha dor sem fim...
A minha profana arte
Sangro por fim
Sofro por ti
***
Nestas linhas
Subjaz a minha sagrada
Devoção a ti...
Minha arte...
A minha solidão!
***
Dou-te toda a minha sagrada devoção
Meu amor puro
E nada mais!
Samuel da Costa


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...