lundi 20 octobre 2014

Em negras linhas


Para Luana D’Oliveira

Meu pequeno universo é assim:
 Vagueia... Vagarosamente
Até à esquina...
Pensa e sofre!
Pega a pena, as folhas em branco e o mata-borrão...
 Rabisca a realidade em belas-letras
A tinta negra...
Macula as páginas em branco...
Desassossega...
Desespera...
Subverte as coisas...
Chora e sorri para a realidade vívida
***
O teu vasto universo é assim:
Ganha asas
E voa para além do infinito
***
Teu ‘’macro-cosmo’’ é assim:
Voa de cidade em cidade
 Ao cair da tempestuosa e negra noite
Enfrenta as chuvas
Os relâmpagos e os fortes ventos
Sai ileso
E sorri ao clarear do dia!
***
Meu pequeno mundo
É assim
Minhas negras linhas são assim
Correm o mundo das belas-letras
Em desassossego...
Desassossega!
Subverte as coisas...
***
O meu pequeno e limitado
Universo é assim
Vive e morre em belas-letras
Boceja ao cair da noite
E acorda levanta... 
Vagueia...
 Vagarosamente até à esquina...
Chora e sorri para a realidade


Por Samuel da Costa


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...