lundi 22 septembre 2014

Oficina sobre a Paz: Grupo do Varal do Brasil no Facebook

Oficina organizada e realizada no Grupo do Varal do Brasil no Facebook.
Organização de Isabel Vargas.


COMENTÁRIOS/ OPINIÕES



 Quando o mundo todo descobrir o que quer dizer “MEU, TEU, NOSSO, VOSSO, DELES” teremos a “PAZ”. Hoje estão confundindo tudo. O que é “MEU” e “TEU” passou a ser “NOSSO, VOSSO, DELES”. Quando voltarmos a conjugar o possessivo de forma correta tudo se encaixará e a felicidade reinará. “Viva a PAZ”.
   Maria Nilza Campos Lepre


 O processo de paz, quando iniciado em nós mesmos, transcende o mundo dualista, nos unindo em uma perfeição universal.
Alexandra Magalhães Zeiner


PAZ. Como pode uma palavra tão pequena, ser tão grandiosa?! É bastante simples, o dicionário revela um de seus componentes mais importantes: a CONCÓRDIA, pois denota HARMONIA, ENTENDIMENTO, CONCILIAÇÃO. Quem dera o mundo soubesse que existem vários tipos de GUERRA, e não apenas os conflitos armados, as guerras frias, os conflitos interiores, a guerra contra a balança, as guerras entre vilões e mocinhos! Quem dera HOJE fosse declarada GUERRA contra MARGINALIDADE, POBREZA, DROGAS, ABANDONO, TRABALHO ESCRAVO, PROSTITUIÇÃO, e TUDO ÀQUILO QUE NADA NOS ACRESCENTA! A PAZ que o mundo precisa começa em mim, em você, em NÓS!
Cintia Medeiros


 A paz começa dentro de nós, em nossas casas... Podemos pedir a paz, mas o exemplo ainda é a melhor lição...

Carmen Di Moraes

 Se o mundo procurar por PAZ certamente que encontrara! Mas precisamos querer te-la conosco, enraizada e constante. Uma PAZ como esta que sonhamos fazendo parte de nos, de nossos corpos e mentes como que um perfume que não se acaba, e gostoso, precisa ser construída e, como assim a queremos, sinto que ELA CHEGARA!!! VEM PAZ, TE AMAMOS.
 Carlo Montanari (Carlos Anselmo Parada)

 Trabalhar a paz é promover a justiça no mundo, é oferecer amor. A paz interna é aquela que nos acompanha sempre... A paz é essa luz no sorriso, acolhimento, sinceridade no olhar. Mesmo que a chuva encharque os caminhos e as gotas escorram da vidraça, acendo as luzes da alma, prendo o lampião e sinto o esplendor do sol com a ternura da paz no coração.

Gladis Deble


 Quando estamos conectados com a nossa presença interna, esvaziados no Todo que tudo preenche e tudo compreende, conseguimos vivenciar um estado de paz e plenitude que pode se expandir e se manifestar várias vezes durante o dia, basta apenas fazer contato com este estado novamente. Este é um exercício simples e que a prática transforma em hábito. Paz profunda.

Isabel Albuquerque

 Há 364 anos, contou Alexandra M. Zeiner, num post na sua página no Face, foi criado na Alemanha um grupo de pessoas dedicadas à Paz. 364 anos pedindo pela Paz! Uauu... pensei, quantas guerras enfrentadas? e gente pedindo Paz! 364 anos organizaram um grupo pela paz! Acredito que desde a organização das comunidades humanas, mães, filhos, pais e amigos tenham pedido sempre pela paz. Ou seja, há milhares de anos, em um determinado tempo, o pedido de Paz eclodiu contra as guerras. Estamos no século XXI e pedimos profundamente pela Paz. Nossos dias atuais estão cheios de não paz.
Norália Castro

 É um contra-senso lutar pela paz mundial, quando dentro de nosso país e até mesmo dentro de nossos lares ela não reina.
Temos primeiro que arrumar nossa casa e somente depois disto gritar ao mundo que devemos ser mais cordatos. A PAZ reinará quando todo mundo aprender a perdoar e dividir, antes disso tudo não passará de utopia.

 Maria Nilza Campos Lepre





 Faz tempo João Nogueira e Paulo César Pinheiro profetizaram que “quando o sol se derramar em toda a sua essência, desafiando o poder da ciência, pra combater o mal”, e todas “As Forças da Natureza” se rebelarem contra tudo de errado, será um bom sinal, porque chegará o tempo em que “as armas e os homens de mal, vão desaparecer”. Temos visto a natureza dar diversos sinais de que a tolerância está acabando, tomara chegue logo o tempo de PAZ, para que “das ruínas um novo povo” possa finalmente surgir.

Ly Sabas




Meu pai era adepto convicto da gentileza. Dizia que se fôssemos gentis por tudo e com todos, não haveria desavenças. A geração de meu pai aprendeu com os pais, com a escola, com a vida, essa gentileza hoje tão desaparecida. Mas a mesma geração sofreu com a estupidez que fomentou as primeiras guerras mundiais. Papai era extremamente respeitoso e nos ensinou a aceitar as diferenças e a não alimentar preconceitos. A mesma intolerância geradora dos conflitos que se alastram por todo o planeta. Serão a gentileza e o respeito os fertilizantes que estão faltando para que a Paz germine, floresça e dê frutos? Porventura serão o amor e a humildade os adubos necessários para que a Terra se regenere? Torço que sim, pois são produtos difíceis, mas não impossíveis de se encontrar.       Ly Sabas       


 Paz, palavrinha danada de forte!
Paz da Humanidade!
Paz universal, onde lá distante em luta de guerra constante a Paz é ignorada...
Paz e Felicidade!
Sempre desejamos a amigos e familiares.
Paz, felicidade caminham juntas, Paz assim como a felicidade, penso que também são momentos.
Veja: estamos sempre dizendo:
- Hoje graças a Deus, até que enfim tive um dia de paz!
Ou
-Que Felicidade, hoje tive um dia de Paz!
Enfim felicidade e Paz a todos, carinhos de Neyde.

Neyde Bohon



CRÔNICAS

 Certa noite, recebi a visita de um amigo. Conversamos muito sobre os maus dias que estávamos vivendo: inflação desenfreada, desempregos e estagnação da economia. Problemas nos chicoteando literalmente. Angustiada com tantos descalabros de então, disse para ele, perguntando: o que será de nossos filhos? E meu amigo, rosto sério, mas tranqüilo, respondeu: “Pois eu não. Não me preocupo com eles, porque sei da criatividade da juventude. Tenho certeza. Eles encontrarão seus próprios caminhos. Os jovens têm criatividade e saberão se defender."
Meu amigo se foi e eu fiquei matutando esta palavrinha: criatividade. Ela estimula o mundo há milênios. Para sair da não-paz. Criatividade. Impulsiona a Paz. Desta capacidade humana de sair das guerras, surgem inventores, escritores, filósofos, músicos, artistas plásticos e os poetas se aprofundam. Pela criatividade o enfoque da Beleza e o novo olhar no planeta. As boas palavras se multiplicam. E, nesta palavrinha simples: criatividade, me fixei e passei a viver meus dias de ontem e hoje. Encontrei Paz.
Norália Castro

 Uma melodia suave na madrugada, um som, que vem da janela, a promessa de lua cheia, uma paz, que, mesmo que venha a chuva, ainda assim, a janela mostrará o brilho que vem do céu...
Já é madrugada e minha companheira é a caneta... A lua que avisto pela janela, está linda, bem cheia... Ouço uma melodia que entra pela janela, não sei de onde vem, pois a cidade dorme, na rua não passa ninguém.
Enquanto as luzes do dia não acendem, continuo a deslizar a caneta pelo papel em branco, lembrando cenas, que ficaram na memória.
Pela janela, avistei a calmaria trazida pelo vento: a paz. Essa mesma paz, que levará o medo, que aflige, deixando sossego no coração...
Se quisermos encontrar a paz, temos que procurá-la dentro de nós...

Marilina Baccarat De Almeida Leão


 A PAZ COMO REALIDADE

Analisando a realidade atual, com tantos conflitos existentes no âmbito internacional, podemos dizer que a Paz é uma utopia.
Para que isto possa se tornar algo viável, palpável e possível de ser conquistado (sim, pois isto é fruto de conquista individual e social) é necessário começar a pensar na Paz como uma construção individual. Quando cada indivíduo perceber que o coletivo é fruto do individual, que uma sociedade pacífica se constrói com indivíduos pacíficos, tolerantes, desprovidos de preconceitos e atitudes discriminatórias podemos pensar na paz universal com mais esperança.
A paz é fruto de exercício individual diário, na atitude pacífica no âmbito familiar. Não há como conceber paz com violência doméstica, maus tratos, fome, alcoolismo, falta de escolaridade.
Portanto, a paz passa também por ações governamentais, políticas públicas que proporcionem condições mínimas de uma vivência digna, com perspectiva de futuro para as novas gerações, geração de emprego para a população jovem e adulta, pela não discriminação do idoso ou do diferente, incluindo nestas diferenças, a religião, a raça, a opção sexual, o portador de necessidades especiais, o obeso, o índio, o estrangeiro. Há que ser percebido que a diferença enriquece, acrescenta e aprimora.
Faz-se importante neste aspecto a educação em Direitos Humanos, desde a educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e no âmbito universitário. Deve englobar o educando, os professores e toda a comunidade escolar e a família, com ações multidisciplinares e integradas.
Quando o indivíduo perceber a riqueza que cada um encera em si e que é necessário conviver e administrar as diferenças e não eliminá-las, será possível a humanidade conquistar a paz.
Isabel Vargas




PAZ INTERIOR


Participando de um grupo de estudos, o assunto a ser tratado na ocasião foi a felicidade.
Em uma das etapas, cada participante foi solicitado a dizer o seu entendimento a respeito do que é felicidade.
Chamou-me a atenção que as conclusões dos grupos pareceram convergir para uma resposta comum, que foi o estar bem consigo mesmo. Sintetizando: a paz interior, a harmonia consigo mesmo foi uma resposta muito ouvida.
A presença numerosa no grupo já é um indício de que as pessoas estão percebendo como é importante cada um buscar um caminho próprio, que lhe dê satisfação, conhecimento, crescimento e sabedoria.
É fundamental cada um estar bem, sentir-se pleno, satisfeito em seu interior e no contexto.
Quando olhamos para dentro, descobrimos quem realmente somos, o que queremos, o que desejamos. Buscamos satisfazer nossas necessidades. Bons resultados elevam a auto-estima, dão segurança, confiança, o que facilita a comunicação, os relacionamentos, predispõe à tolerância.
Para conseguirmos chegar a um determinado estágio de paz interior, é necessário passar por várias etapas. É preciso parar, tomar consciência que cada um é um ser único, cheio de contradições e também de sabedoria.
É preciso investir em si mesmo, em conhecer-se, buscando sempre melhorar, o que não significa não errar, pois não temos a obrigação de sermos infalíveis, mas temos a obrigação de aprender com os erros, nossos e os alheios.
Temos que ter sabedoria para saber o que podemos mudar e aceitar o que não pode ser mudado.
Não podemos ser controladores. Deixemos cada um ser responsável por si mesmo. Isto amadurece.Enquanto cuidamos de nós, os outros também aprendem a cuidar melhor de si mesmo.
É importante ter pensamento, sentimento e atitudes positivas, conosco mesmo, com os outros, com a vida; aprendermos a valorizar coisas simples, que habitualmente podem nos passar despercebidas e que muitos só passam a valorizar após a perda.
Saber olhar a vida com olhar mais criterioso e menos crítico, não ser econômico nos afetos, nos elogios, no incentivo, ser mais sensível, mais intuitivo, menos técnico ou pragmático,
É fundamental saber desenvolver a alegria, a espiritualidade, a compreensão, aprimorar o corpo e a alma.
Temos que valorizar mais o que temos, o que conseguimos, não lamentar pelo que perdemos ou não conseguimos. Ao invés de reclamar, temos que agradecer.
Enfim, só chegamos à paz interior, se trabalharmos nesse sentido, se nos aprimorarmos nessa busca.
Isto não nos é dado por outras pessoas, pois não é nelas que está, mas em nós mesmos. É um tesouro a ser encontrado no interior de cada um e que uma vez encontrado, não queremos perder, pois a sua riqueza se expande, se multiplica atingindo os que estão ao nosso redor, auxiliando-os em sua busca pessoal.

Isabel Vargas




REFLEXÃO


“A crise solidária” virou uma expressão corriqueira nos dias atuais. Vários países em guerra e mortandade sendo feita. Em contrapartida, grupos humanitários ajudam os atingidos por balas e bombardeios. A crise solitária aumenta assustadoramente à nossa frente, hoje. E eu, como pessoa, daqui, do nosso País, o que posso fazer? Esta dor me atinge. Sofro por causa de irmãos meus, que nem conheço, mas são seres humanos com direito à vida e felicidade. O que eu posso fazer? Para mim, só vejo um caminho: preencher minha casa e as pessoas que me cercam, com Harmonia. Trabalhar mais contra a minha vaidade, meu orgulho, minha luxúria... Enfocar pensamentos positivos, assim conseguidos, em meditações e orações, e espalhar mais energia ao meu redor, orar, orar muito por todos, conservar mais tranquilidade íntima para esse enfrentamento coletivo. Envolver-me de luz branca da Paz.
Norália Castro


O Não existe para que valorizemos o Sim das coisas e sentimentos. A Não Paz existe para que saibamos o melhor caminho da Paz, com a consciência ampliada. E assim tem sido feito na História da Humanidade... Guerra e paz, decréscimo e acréscimos, alegrias e tristezas, amor e desamor.
Norália Castro

 Para mim, o Não, contrário do Sim, sempre existiu para nos ensinar que a sombra existe, mas a luz pode ser feita. O não inútil não existe... ele é o delineador de caminhos. A Dor existe e está no não, mas em contrapartida, temos remédios devidos para uma infecção e para várias doenças graves. Se alguém algum dia encontrou um remédio sem uma contra-indicação, me diga. Penso que a Humanidade será melhor, mais humana, quando encontrar um dia remédios sem bulas com contra-indicação.

Norália Castro



Paz é uma utopia...
Regido por leis da física, o ser humano traz consigo instintos animalescos, que procura lapidar, uma vez que tem consciência: pensa, fala, escreve e cria...
E conseguir a Paz é sua utopia maior... A utopia de paz, com paz e pela paz, é que rege seus sonhos e aspirações maiores. E, acredito, que por sonhar com a Paz, algum dia conseguiremos chegar a um estágio mais evolutivo de Paz. Não há demagogia nos sonhos e nas aspirações de Paz: são sonhos e desejos de muitos. Sempre se busca de Paz.
Norália Castro


 Desejar a Paz, pedir Paz para nós e para os outros, é um passo sublime que traz resultados, muitas vezes imperceptíveis. Entretanto, para que o mundo tenha PAZ, é preciso que, em nosso mundo interior, cultivemos a serenidade e, em nosso mundo
exterior, não apenas desejemos, mas cultivemos também a PAZ. "Serenidade é calma, clareza, tranquilidade de espírito, ausência de perturbações interiores. PAZ é ausência de lutas, de violências, de uso do poder contra os outros e de perturbações sociais... é também, ausência de conflitos íntimos e entre pessoas próximas, é bom entendimento, harmonia; é restabelecimento de relações amigáveis, é sossego... Serenidade é um estado de consciência profundo, espiritual; PAZ é manifestação da consciência da Unidade de todos os seres... A paz no mundo depende da paz individual que, por sua vez, depende que conquistemos a serenidade interior e manifestemos a nossa paz ao nosso redor, com aqueles que nos são próximos." (A Oração do Pai-Nosso - O Mantra da nossa Libertação", pág. 159 e...)

Isis Dias Vieira


PAZ, três letras apenas...

O mundo dá muitas voltas, diz a sabedoria popular. O que não se diz é que essas voltas são meramente ilustrativas, pois o tempo que se foi não tem volta. Então a questão maior de nossa existência se resume em contornar situações de risco, ou seja, o importante é tratar com respeito e carinho aos demais, pois dessa forma sempre seremos felizes e teremos PAZ.

Marilu R F Queiroz




Vida...
O ser humano contradiz todas as regras do bom convívio. Transgride leis, rompe relacionamentos, destrói a natureza sem perceber que o maior prejudicado é ele mesmo. Enfim, a vida exige de nós uma particularidade apenas: viver em PAZ.

Marilu R F Queiroz


O valor da PAZ...

Toda e qualquer experiência de vida é válida, desde que estejamos abertos para senti-la e vivenciá-la. Sabemos que tudo na vida tem um significado, mas nem tudo é valorizado. O homem é um ser abrupto por natureza e não dá o devido valor aos pequenos, porém importantes aspectos da vida, que é a união, o respeito, o cuidado que temos de ter com os nossos semelhantes, mas, o maior deles sem dúvida é a PAZ!

Marilu R F Queiroz



 A Paz é a maior dádiva e o maior presente, de nós para o mundo, do mundo para nós e de nós para nós mesmos; não há dinheiro no mundo capaz de comprar a Paz, simples, sublime, forte e frágil. É aquilo que todos desejamos e que deixamos escapar tão facilmente por entre os dedos, é a ânsia maior nos momentos de dor, tudo pode ser substituível menos a Paz!

Ana Rosa Santana

O que é a paz? – A PAZ: é amor por si e pelo próximo, é respeito, é honestidade, é companheirismo, é solidariedade, é bondade, é tranquilidade e é responsabilidade. Tudo isso para cada pessoa, se ensina em casa, na escola, no condomínio, no bairro, na cidade, no estado, no país, se possível no mundo... Se fizeres um indivíduo sabendo o que é a Paz, estarás plantando a semente para o mundo... pois a PAZ é feita por cada um, o mundo ainda terá Paz se aprender essa lição... Plante a PAZ e principalmente dê o exemplo para aqueles que te rodeiam... Aí poderemos ainda ter esperança. Sinta com o corpo e alma, mente e coração, na íntegra, aí sentirás o que é a verdadeira PAZ...

Carmen di Moraes


Precisamos de paz. Paz para reascender a esperança, paz para viver outros dias, paz para cuidar do jardim esquecido, ouvir um filho, ver ao próximo. Paz para ter liberdade e para encontrar a solidariedade que sempre traz a compreensão do que somos. Sabemos, a paz é um sentimento nobre, não malogra, não dissimula, apenas harmoniza. Sem a paz tudo é nada, mas quando ela existe o nada é tudo. Entre felicidade e paz, sou pela paz, a menos que a entendamos como o ápice da felicidade. Paz é o alento dos doentes, senão como encarar dias mais difíceis? Paz é opção pela boa vontade, atingi-la requer abnegação e fé, porque a paz ensina que o tempo muito fará, se buscarmos cultivar novos e bons ares. A seu modo, cada um deverá intuir a paz e, como um dirigível, começar a mover-se para cima, indo calmamente ao encontro de outras paragens da própria evolução.

Sandra Nascimento






MENSAGENS


 Não há nada que se compare com a paz. É a partir dela que podemos tudo. Nestes momentos de massacres, ameaças e sangue correndo, eu só consigo pensar como seria divino se a paz pudesse invadir os corações de quem comanda e assim dissuadir os pensamentos belicosos. Que a paz penetre os olhos e encha o coração de todos!
Paz ao mundo e a todos os indivíduos!  

Jacqueline Bulos Aisenman


 Desejando, ardentemente, que os homens evoluam tanto que a palavra "paz" seja algo tão simples e corriqueiro como o nascer do sol...
Rosane A J Lapate


 Enquanto lá longe de nosso território, as guerras se fazem e nós somos e seremos atingidos de alguma forma, nesse mundo cada vez mais globalizado, enfrentamos nossa guerra com o vandalismo e com a mudança de dirigentes que se aproxima. Uma frase, muito dita ou escrita, me chamou a atenção: “mais do que nunca precisamos discutir, dialogar, trocar idéias sobre educação, saúde, segurança, desenvolvimento humano e social, para que, sabendo quais as maiores necessidades de nosso País, possamos decidir o nosso voto...” Esta é a nossa guerra imediata: que saibamos bem votar, cada um com suas convicções, que saibamos bem escolher os nossos próximos dirigentes.
Que cheguemos às urnas em Paz e Amor, com uma decisão consciente e bem estudada
Norália Castro


Temos dois ensinamentos a nos guiar. Conquistar objetivos sem violência, pregada por Gandhi, através do amor incondicional, pregado por Jesus. Dois grandes mestres a serem seguidos.

Norália Castro


Dizem que se vive atualmente nos últimos tempos. Últimos tempos que parecem que jamais findarão. As relações humanas são cada vez mais conflitantes. Há cenas que lembram filmes de terror. Violência em todo e qualquer nível, desde guerras sem nenhum sentido até a quebra da lucidez por uso de substâncias alucinógenas vendidas por traficantes em qualquer esquina, do álcool a droga mais pesada. Não há mais paz. Para onde caminha a humanidade? Há necessidade de se pensar reflexivamente, individualmente e coletivamente, nas possibilidades de por um basta, melhor, um ponto final nesse caos de insanidade de destruição pessoal e social. O homem tem que acordar. O homem é um ser político, já declarava o velho e sábio filósofo grego respaldado pelo Homem de Nazaré. A preservação do planeta é condição necessária a sobrevivência humana. Precisa-se de paz no coração, na família, no trabalho, nas ruas, na natureza, na política nacional e internacional. Precisa-se dar passagem a coexistência, a vida, ao amor, a solidariedade, a felicidade, ao respeito, à dignidade, ao arco-íris do milagre dos segundos. A vida foi feita para todos, sem qualquer discriminação de raça, de cor, de dinheiro, de poder. Que a felicidade, Luz Divina no coração, preencha os quatro cantos do planeta com o sorriso de Deus e envolva os homens, as mulheres, as crianças, os anciões em suas relações uns com os outros e, também, interiormente com a paz, essa pomba branca invisível que se materializa na união dos povos, das nações e concede a esperança de se poder ver mais um sol no amanhã.

Jania Souza Souza


Organização: Isabel Vargas

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...