samedi 7 juin 2014

Caminhos....

  
Hás de caminhar desde então,
Afinal escolheste veredas por percorrer,
Assim as terás ao final das etapas, cumpridas,
Mesmo entremeadas de sentimentos por padecer,
Teus passos fluirão em único sentido,
Bem sabes, há etapas do céu no final dos caminhos,
E ensejos diversos por serem melhor absorvidos,
Mantém-nos ao alcance direto das intenções sentimentais
Com que soubeste te enlevar pela brandura das inclusões
Junto a que o tempo te mostrará a nitidez do amor,
Assim, quanto mais te for possível caminhar, os ares
Ao derredor te acolherão entre auspícios de reconforto,
Porque soubeste das frutíferas opções com que reaver
O sentido que nos vínculos incluso sabemos, até que te
Foi possível compreender destinações vinculadas ao afeto,
Ah, caminhos, não nos importam detalhes, menos ainda
Que demasiado zelo lhes voltemos,
É nobre tarefa ao longo das horas, humano dever,
Meios profícuos de obtermos protetoras benesses deste
Afeto que sequer as eras poderiam ocultar, não incidisse
Sobre as mesmas o pulsar existencial de um fim a que se dar,
Chegando-se ao termo das etapas em sucessão, enquanto
Os sóis que ao longo do caminho lançaram brilhos, celebram
Conosco as mesmas razões que a tais estágios nos conduziram,
Estas horas que sempre corporificam causas preferenciais
Mui condizentes com o próprio amor.....!





José Roberto Abib - Capivari, 05/06/2014


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...