mercredi 2 avril 2014

Poema e Convites

ATUALIZAR

Procuro a minha atualização:

ergo muros
disperso cães de guarda
guardo a fera recusada
ensaio passos de danças
modernizo a linguagem
corto no fundo da carne
               o excesso: a exceção
                                         regra
                             a atualização
                  consagrada na hora
                          do desperdício.

Desligo as luzes
e me (a)guardo.

(Pedro Du Bois, inédito)




ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...