vendredi 7 février 2014

Pássara





"Olhe a vida com olhos de passarinho",
dizia-me uma professora holandesa:
são olhos de novidade, 
E colocou-me em meu lugar de amante da beleza:
-"Você, menina, nasceu  pássara".
Segui , descobrindo o novo.
Sob a grama espessa das mesmices, 
descobri micro-flores muito semelhantes
às maravilhosas da flora em qualquer canto,
 em qualquer jardim, em qualquer campo.
Acompanhei o desenho do invisível vento, 
seguindo seu  movimento.
Em cada folha, vi o desenho impecável
abrindo-se sobre o verde.
Aprendi que ovo é frágil, 
mas a casca fina não o impede
 de guardar a vida, bem precioso...
Ouvi pedras chorando ou cantando
e deslumbrei-me com a magnificência 
dos geodis, partidos em dois, 
sem sua outra banda.
vendido em lojas de Belém do pará.
tanto procurei, que um dia achei
as duas partes de um mesmo estojo.
Guardei uma  e outra dei para o amado.
Quais nós dois, que perdidos em outros tempos,  
um dia nos encontramos.

Pareço delicada, mas sou forte 
e quando me assustam, 
apenas abro as as asas
e voo em direção ao azul absoluto.

Clevane Pessoa de Araújo Lopes 
inspirada no desenho de José David.

Belo Horizonte, 04/02/2014


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...