mardi 21 janvier 2014

Um poema pra você!

Cacunda!
                                                     Irene Coimbra

Queria escrever um poema
que tivesse uma palavra diferente como tema.
E, do nada, a palavra surgiu!
Não apenas surgiu do nada
como também me deixou alienada.

Voei para a infância!
.......................................................................................
E, tal como um filme que a gente assiste,
revivi momentos alegres e tristes.
Vi tia Alvina se queixando:
“Tô com uma dor na cacunda!”
Vi uma amiguinha dizendo:
“Vamu brincá de cavalim? Sobe aqui na minha cacunda!”
E a fita foi desenrolando... desenrolando...
E o filme da minha infância passando... passando...
................................................................................................................................
Espero que meu poema lhe traga boas recordações do seu tempo de criança.
Mas se não forem boas, esqueça-as.
Não vale a pena ficar remoendo dores do passado
O que passou...  passou!
Procure se concentrar mais no momento presente
e
Seja feliz daqui pra frente!


*****

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...