lundi 6 janvier 2014

NOVO LIVRO: FESTA DIÁRIA

É um calendário permanente.
É próprio de todas as culturas, a celebração de fatos e coisas importantes. Celebremos, pois.
Compusemos cerca de 1.380 trovas, obedecendo ao conceito nacionalmente aceito de TROVA: poesia em quadra setissilábica, rimada ABAB, com sentido completo. A trova, apesar de cultura popular, tem o condão de agradar também a sensibilidade de adultos cultos.

Os dois autores católicos são poetas, prosadores, historiadores e lexicógrafos AMILTON MACIEL MONTEIRO (Vocabulário Bíblico) e LÓLA PRATA (Dicionário de Rimas ARRIMO).  Fazem parte da União Brasileira de Trovadores, entre outras entidades literárias.

Dividido o trabalho da seguinte forma: ele, trovando efemérides nacionais e internacionais; ela, o aspecto preponderante da vida de santos conhecidos da Igreja Católica. Tudo precedido por pesquisa apontada na bibliografia.


A publicação pretendida tem como público alvo, trovadores (estimados em cerca de 3.000 brasileiros e em países do Mercosul, pela União Brasileira de Trovadores), estudantes e instituições culturais e de ensino, uma vez que as rimas possibilitam a memorização. São trovas históricas, biográficas, memoriais, num esforço hercúleo de síntese dos autores, ao que a técnica da trova obriga.

Quanto às efemérides, aparecem, vez por outra, a discordância de datas, ora por ser de âmbito nacional, ora internacional. Contornamos as situações conflitantes da maneira que nos pareceu mais acertada. 
Percebam um leve toque de humor em algumas das trovas.

Certamente não é possível demonstrar em quatro versos, a riqueza do personagem central de uma festa nacional ou internacional; considerem como uma dica para pesquisas particulares para quem quiser aumentar o conhecimento biográfico.

Carpe Diem!


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...