jeudi 23 mai 2013

CONVITE




HUGO  PAZ CONVIDA VOCÊ,  SUA  FAMÍLIA E SEUS AMIGOS  PARA O LANÇAMENTO DO SEU
4ºLIVRO  DE  POESIAS

“PRA DESENHAR  OUTROS  FATOS”

DIA 25 DE MAIO DE 2013 ÀS 15 horas
NO SARAU DO GRUPO CATAVERSOS
Local
 NÚCLEO DE TERAPIAS FLOR DE LÓTUS
Rua Guaimbé, 48 – Mooca
Altura do número 1.300 da Av. Paes de Barros
Descer na Parada Guaimbé
(Corredor de Ônibus da Av. Paes de Barros)


Réservez vos dates! Du 15 novembre au 1er décembre: 15ème festival Filmar en América Latina


Chers amis,
Réservez vos dates!
Du 15 novembre au 1er décembre 2013, le Festival FILMAR en América Latina fête ses 15 ans! Trois pays andins – Bolivie, Équateur, Pérou – seront au cœur de cette 15ème édition avec une programmation originale et parfumée.
Vous trouvez notre communiqué de presse ci-joint.
Je reste à votre disposition pour plus d'informations.
Cordialement,
Florie Pingoud

---------------------------------------------------------------------
Queridos amigos,

¡Reserven ya las fechas!

El Festival FILMAR en América Latina celebrará sus 15 años del 15 de noviembre al 01 de diciembre de 2013 ! Tres países andinos – Bolivia, Ecuador y Perú – constituirán el corazón de una programación original y sabrosa.

Encontrarán nuestro comunicado de prensa en archivo adjunto.

Quedo a su disposición para más informaciones.

Cordialmente,
Florie Pingoud


--
Festival FILMAR en América Latina (15.11.- 01.12.2013)
17, rue Necker
CH- 1201 Genève

DOIS IRMÃOS

  
Vai  Abel  pelos  campos
Pastoreando,
Vai  cumprindo
Seu trabalho na Terra,
Caim;
Abel
Cuida do pastoreio;
Da  agricultura,
Cuida  Caim.
Abel  e   Caim são irmãos;
E  na  mesma  casa  devem viver!

Gildo   P.  de  Oliveira
Rio Verde, Goiás, 29.04.13

Pequenas reflexões (fragmentárias)

 (Com citações diversas...)

EMANUEL TADEU MEDEIROS VIEIRA

PARA ADÉLIA E DORINHA – IRMÃS E AMIGAS
PARA LETÍCIA ARANGUE, MANAIRÁ ATHAYDE (E ANDRÉ) E CARLOS MOTA (E INÊZ)

Informam-me que uma pessoa muito amiga, muito amada e muito querida está à morte.
Devoto-me as palavras - mal rompe a aurora - há mais de 50 anos: eu sei, elas não mudam o mundo.
O que dizer?
Mas a palavra tem uma força  imensa: nós nascemos para ela.
Somos, como dizia Lacan, “falesseres”.
Seres da fala e prometidos à morte, ao falecimento.
Alguém disse que a escuta tem uma função pacificadora, e é cada vez mais necessária no mundo globalizado em que vivemos.
Salma Rushdie acredita que é “função do poeta: nomear o  inominável, apontar as fraudes, tomar partido, dar forma ao mundo e impedir que adormeça”.
Só haverá lugar para fala e para a escuta, se houver afeto.
Afeto, segundo Freud, está no campo do prazer e do desprazer.
O citado Lacan, por sua vez, traz o silogismo “amódio”, que junta amor e ódio.
O que fazer? Fazendo!
A vida seria aquele touro que, segundo o poeta Garcia Lorca, temos de enfrentar, nem que seja com o traje emprestado do toureiro – como alguém lembrou.
Escrevemos porque acreditamos que isso dá sentido à nossa vida.
Continuaremos escrevendo porque é também um modo de domar tormentos.
O leitor não tem rosto.
Mas insistiremos: não para sermos célebres, por dividendos pecuniários, por vaidade. Isso não tem importância.
É preciso sentir organicamente a palavra para não poder viver sem ela.
E continuamos.
Viver é breve, efêmero.
E continuaremos com a palavra, mal rompe a aurora – até.

(Salvador, maio de 2013)

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...