samedi 13 avril 2013

CONCURSO: I PRÊMIO VARAL DO BRASIL DE LITERATURA!


REGULAMENTO DO CONCURSO CULTURAL "1º PRÊMIO VARAL DO BRASIL DE LITERATURA - 2013", PROMOVIDO PELA
REVISTA VARAL DO BRASIL

A finalidade do presente concurso é a divulgação da Língua Portuguesa e da arte literária mediante premiação das melhores obras literárias dentro do proposto no regulamento a seguir:

1.   Poderão participar do concurso pessoas maiores de 18 anos que sejam brasileiras ou estrangeiras e que escrevam na Língua Portuguesa.
2.   Serão consideradas três categorias: contos, crônicas e poemas.
3.   Os originais deverão ser inéditos e escritos em Língua Portuguesa. Os contos, crônicas e poemas não poderão ser traduções de originais de outros idiomas e não poderão ter sido publicados anteriormente em nenhum meio de comunicação, impresso ou virtual, e poderá ser chamado às vistas da lei.
4.   O conteúdo dos originais seguirá o critério seguinte: o tema é LIVRE, ou seja, o autor poderá escrever sobre o assunto de sua escolha. Os textos não deverão trazer temática partidária, seja ela política, religiosa, racial ou outra. Textos que possuam conteúdo partidário político, religioso, racial ou outro e textos que contenham pornografia de qualquer espécie serão desclassificados deste concurso sem mais.
5.   Cada candidato poderá concorrer nas três categorias com um trabalho em cada uma delas no máximo. Para cada categoria o candidato deverá fazer uma inscrição separada e enviar também separadamente, o material a ser avaliado no concurso.
6.   A inscrição dos originas deverá ser realizada no período entre 1º de fevereiro e 30 de abril de 2013, mediante o pagamento de uma taxa de inscrição e do envio dos originais a serem avaliados para o e-mail varaldobrasil@gmail.com nas condições abaixo discriminadas.
7.   O valor da taxa de inscrição fica estabelecido em: CHF 25,00 (vinte e cinco francos suíços) para a Suíça; BRL 45,00 (quarenta e cinco reais) para o Brasil e EUR 20,00 (vinte euros) para todos os demais países. O valor deverá chegar ao VARAL DO BRASIL isento do pagamento da taxa de transferência bancária ou depósito bancário. 
8.   As coordenadas bancárias para o pagamento da taxa de inscrição deverão ser solicitadas através do e-mail varaldobrasil@gmail.com
9.   Os interessados preencherão a ficha de inscrição que será enviada junto do texto (folha separada) e comprovante de pagamento da taxa de inscrição. Uma foto de rosto deverá ser enviada junto ao restante do material solicitado.
10.   As inscrições serão realizadas apenas online, por intermédio do e-mail varaldobrasil@gmail.com  e o autor deverá utilizar um pseudônimo que será indicado em sua ficha de inscrição.
11.   As crônicas e os contos deverão ser enviados em formato A4, letra Arial 12. Os contos deverão ter no máximo duas páginas e as crônicas no máximo uma página.
12.   Os poemas deverão ser enviados obedecendo às mesmas condições dos itens 10 e 11, mas contendo no máximo 1 página.
13.   Não serão considerados válidos textos que vieram colados no corpo do e-mail nem textos que vierem sem o comprovante de pagamento da taxa de inscrição.
14.   Para seleção das melhores obras o VARAL DO BRASIL formará uma Comissão Julgadora que estará apta a avaliar os originais enviados de acordo com os critérios editoriais, criatividade e estilo para desta forma escolher os vencedores do presente Prêmio.
15.   Toda e qualquer decisão tomada pela Comissão Julgadora será irrevogável. E para a decisão não cabe nenhum tipo de recurso ou medida judicial. A inscrição no concurso implica na aceitação de todos os itens deste regulamento.
16.   A escolha das melhores obras literárias será publicada no mês de junho de 2013 no site e blog do VARAL DO BRASIL (www.varaldobrasil.com e www.varaldobrasi.blogspot.com) e divulgada amplamente.
17.   Os vencedores em cada categoria receberão certificado do I PRÊMIO VARAL DO BRASIL DE LITERATURA, além da quantia de CHF 500,00 (quinhentos francos suíços) e a participação como convidados no livro VARAL ANTOLÓGICO 4 a ser editado em 2014.
18.   Os detentores do segundo lugar em cada categoria receberão Menção Honrosa, mais a quantia de CHF 300,00 (trezentos francos suíços) e a participação como convidados no livro VARAL ANTOLÓGICO 4 a ser editado em 2014.
19.   Do terceiro ao décimo lugar: Menção Honrosa e possibilidade de participar do livro VARAL ANTOLÓGICO 4 (mediante pagamento de inscrição com valor privilegiado).
20.   A nominação e comunicação dos premiados será feita por e-mail.
21.   Fica autorizada a publicação pelo VARAL DO BRASIL na revista VARAL DO BRASIL, no livro VARAL ANTOLÓGICO 4 e nos blog e site do VARAL DO BRASIL de todos os textos inscritos, sejam eles selecionados ou não. Os candidatos autorizam o uso e a veiculação do seu nome pelo VARAL DO BRASIL ou por terceiros por ele autorizados, inclusive para fins comerciais.
22.   A apresentação dos originais para concorrer ao I PRÊMIO VARAL DO BRASIL DE LITERATURA implica expresso acordo às normas apresentadas no presente Regulamento.
23.   Os prêmios são pessoais e intransferíveis e não poderão ser trocados por quaisquer outros produtos ou serviços.
24.   Todos os casos não previstos nas normas deste Regulamento serão resolvidos diretamente pelo VARAL DO BRASIL.
25.   A organização do VARAL DO BRASIL se reserva o direito de recusar qualquer candidatura que acredite não respeitar as normas deste Regulamento ou por outros motivos que a organização do I PRÊMIO VARAL DO BRASIL DE LITERATURA achar pertinente.


VARAL DO BRASIL NO SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO DE GENEBRA 2013 (4)

PROGRAMAÇÃO 2013
 (VARAL DO BRASIL – STAND No D426)

DIA 01 DE MAIO (QUARTA-FEIRA)

11h00 às 11h45          Sessão de autógrafos com Jacqueline Aisenman
13h00 às 13h45          Sessão de autógrafos com Valdeck Almeida de Jesus    
14h00 às 14h45          Sessão de autógrafos com Lúcia Amélia Brulhardt *
15h00 às 15h45          Sessão de autógrafos com Deucélia Maciel*  
16h00 às 16h45          Sessão de autógrafos com Eder Roberto Dias
17h00 às 17h45          Sessão de autógrafos com Sonia Medeiros Imamura
18h00 às 18h45          Sessão de autógrafos com Jania Souza  

DIA 02 DE MAIO (QUINTA-FEIRA)  

12h00 às 12h45          Sessão de autógrafos com Leni André e Julien André   
13h00 às 13h45          Sessão de autógrafos com Deucélia Maciel *  
14h00 às 15h00          Lançamento livro infantil Viagem pelo Mundo, da LITERARTE em presença dos coautores Ana Maria Stoppa, Carlo Montanari e Deucélia Maciel*
15h15 às 15h45          Sessão de autógrafos com Jan Bitencourt
16h00 às 16h45          Sessão de autógrafos com Clara Machado  
17h00 às 18h45          Lançamento do livro Elas Pintam, Elas Pensam da LITERARTE em presença da organizadora Dyandreia Portugal e das coautoras Adina Worcman, Betty Silberstein, Jo Kawamura, Marcia Vince e Myrian Loureiro

    
DIA 03 DE MAIO (SEXTA-FEIRA)  

11h00 às 11h45          Sessão de autógrafos com Roselis Batistar e Ainoha Leporello
12h00 às 12h45          Sessão de autógrafos com Irma Galhardo**
13h00 às 13h45          Sessão de autógrafos com Saskia Brígido *
14h00 às 14h45          Sessão de autógrafos com Jania Souza ** e Gorete Newton **
15h00 às 15h45          Sessão de autógrafos com Jô Ramos
16h00 às 16h45          Sessão de autógrafos com Silvia Rita Souza e Samuel Lira
17h00 às 17h45          Sessão de autógrafos com Luiz Carlos Amorim e Flávia Assaife**
18h00 às 19h00          Sessão de autógrafos com Paulo Levy
19h30 às 21h00          Lançamento do livro VARAL ANTOLÓGICO 3 em presença de sua organizadora e dos coautores Caroline Baptista Axelsson, Dyandreia Portugal, Luiz Carlos Amorim, Roselis Batistar, Flávia Assaife e Jania Souza.




DIA 04 DE MAIO (SÁBADO)  

11h00 às 11h45          Sessão de autógrafos com Sonia Medeiros Imamura e L C. Amorim
12h00 às 12h45          Sessão de autógrafos com Leonia Oliveira e Tamara Ramos
13h00 às 13h45          Sessão de autógrafos com Leni e Julien André
14h00 às 14h45          Sessão de autógrafos com Saskia Brígido* e Gorete Newton ** 
15h00 às 16h00          Sessão de autógrafos com Paulo Levy
16h15 às 17h00          Sessão de autógrafos com Dulce Rodrigues* e Jan Bitencourt   
17h15 às 18h00          Sessão de autógrafos com Irma Galhardo**  
18h15 às 19h00          Sessão de autógrafos com Roselis Batistar  
                                   


DIA 05 DE MAIO (DOMINGO)  
11h00 às 11h45          Sessão de autógrafos com Silvia Rita Souza e Valdeck A. de Jesus
12h00 às 12h45          Sessão de autógrafos com Eder Roberto Dias e Jô Ramos
13h00 às 13h45          Sessão de autógrafos com Leonia Oliveira
14h00 às 14h45          Sessão de autógrafos com Clara Machado e Ana Rocha
15h00 às 15h45          Sessão de autógrafos com Tamara Ramos  
16h00 às 16h45          Sessão de autógrafos com Dulce Rodrigues*
17H00 às 17h45         Sessão de autógrafos com Flávia Assaife **

                                   
                                                 

*Público infantil
**Público infantil e adulto
- Estarão conosco durante o evento o cantor, compositor e escritor carioca Marcos Assumpção e também a cantora gaúcha Cristtina Davet. Música e Literatura serão discutidos em fascinante debate no stand.
- Todos os dias no stand do VARAL DO BRASIL bate-papo com os autores.
- Exposição de pinturas do jornalista e artista plástico Richard Calil Bulos.
- Exposição das bonecas indígenas da tribo brasileira Karajá com a presença de Narubia Werreria Iny, integrante da tribo Karajá e ilustradora de livros infantis.
- Festival de Antologias (as mais diversas antologias e os mais diversos estilos).
- Entrada gratuita na quarta-feira.
- Mais de cem títulos para a sua escolha.

VARAL DO BRASIL NO SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO DE GENEBRA 2013 (3)







VARAL DO BRASIL NO SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO DE GENEBRA 2013 (2)





VARAL DO BRASIL NO SALÃO INTERNACIONAL DO LIVRO DE GENEBRA 2013






Crônica da Urda


E a guerra voltou, e hoje, 10 de abril de 2013, já lá se vão mais de dez anos desde a Segunda Invasão do Iraque! E temos guerra no Afeganistão, na Palestina, na Síria, talvez uma continuação na Coréia, etc., etc., etc. O grande capital internacional não se contenta com pouco, é alimentado por petróleo e sangue, e neste momento, em que Europa e EUA vivem seus estertores econômicos, a guerra tem sido feita em nome da OTAN ou de outros terceiros, pois a goela do Capital é um sorvedouro que nunca se satisfaz.

                                   LUZES VERDES QUE SÃO VERMELHAS 2


                                   Nossa mente é capaz de associações tais  que a gente quase não acredita. Lendo, aqui, o livro “ Era dos extremos”, do grande historiador e grande intelectual Erich Hobsbawm, encontro, já à página 14: “Para este autor, o dia 30 de janeiro de 1933 não é simplesmente a data (...) em que Hitler se tornou chanceler na Alemanha, mas também uma tarde de inverno em Berlim, quando um jovem de quinze anos e sua irmã mais nova voltavam para casa(...) de sua escola(...) e em algum ponto do trajeto viram a  manchete. Ainda posso vê-la, como num sonho.” 
                                   Hobsbawm, que hoje beira os 90 anos, escreveu isso sessenta anos depois do ocorrido.
                                   Eu não sei como funciona a mente dos meus caros leitores – sei que a minha faz associações parecidas. Nunca esqueço que estava numa lanchonete de um shopping-center, em Belo Horizonte, em maio de 1991 (ou foi 92? Maio eu garanto!), quando foi anunciada na televisão a queda da Ministra Zélia Cardoso de Melo (arrrrgh!!!). Para quem é jovem demais para lembrar dela, esclareço que Zélia Cardoso de Melo foi a ministra da Fazenda do governo Collor (ARRRRGHHHH!!!!!!), aquela que prendeu a poupança de todo o mundo, e deixou ricos e pobres iguaizinhos, com 50.000 cruzados no banco cada um – foi uma coisa engraçada: pobre estava acostumado a não ter dinheiro, mesmo, mas para os ricos a coisa pesou: tínhamos uns vizinhos ricos que até comida em casa tiveram que começar a fazer, legítimo arroz com feijão, já que não tinham mais o dinheiro para os restaurantes finos. E para a turma que não sabe, 50.000 cruzados era uma mixaria, não dava para quase nada.
                                   Jamais esqueço aquela lanchonete de Belo Horizonte, com todos os seus cheiros, suas cores, o som da televisão, e os sorrisos de satisfação das pessoas que estavam lá, quando penso que aquela ministra acabou caindo (arrrrgh!!!).
                                   Eu sou uma pessoa pródiga em amigos, maravilhosos amigos que povoam e encantam a minha vida, mas um deles sempre me foi muito especial: o grande poeta Marcos Konder Reis, que sempre trouxe aninhado no peito como se ele fosse um pombo num ninho. Fiquei amiga do Marcos quando era uma adolescente; privei da sua maravilhosa amizade até o ano passado, quando ele partiu para outras plagas, deixou este mundo. Em todos os verões da minha vida, desde que eu era uma mocinha, houve noites e noites de papo e poesia com Marcos Konder Reis em bares de Armação do Itapocoroy.
                                   Lembro que no verão de 1991 tivemos uma única noite juntos, lá no velho Bar do Arão, em Armação, eu a tomar cuba-libres, ele a tomar conhaque de macieira. Foi uma noite inesquecível, onde ficamos até de madrugada discutindo poesia e tentando resolver problemas que escritores têm, como o de não se repetir. Após uma certa quantidade de cuba-libres e conhaques, passamos a recitar poesias – foi daquelas noites que nunca acontecem de novo.
                                   Voltei a Blumenau na madrugada – e no outro dia fico sabendo que enquanto curtia poesia junto com Marcos Konder Reis, havia iniciado uma guerra! Era a Guerra do Golfo, a chamada guerra cirúrgica, que o mundo assistiu pela televisão como se fosse um videogame, achando bonitas as bombas explodirem em luzes verdes, incruenta guerra que escondeu os mortos e feridos e a cor vermelha do sangue. Ela durou pouco, rapidamente terminou, depois que as bombas de luz verde destroçaram o que queriam. Na minha cabeça ela ficou para sempre associada, porém, a uma noite de poesia com aquele terno anjo que se chamava Marcos Konder Reis. Eu acho que pude resistir à amargura dela porque tinha aquela lembrança da poesia a atenuá-la.
                                   Como será agora, se a guerra voltar? Já não tenho o apoio do Marcos para sustentar as minhas emoções. E eu acho que a guerra está chegando. E hoje sabemos muito bem que as enganadoras luzes verdes das bombas são bem vermelhas.

                                                           Blumenau, 04 de Março de 2003.


                                                                       Urda Alice Klueger
                                                                       Escritora e historiadora

Convite Especial para Genebra


I PRÊMIO CAMPOS DO JORDÃO DE POESIA 2013


Apresentação: Objetivando estimular a produção literária, auxiliar a divulgação do trabalho de novos poetas e promover a Cidade de Campos do Jordão no cenário literário brasileiro, a ACADEMIA DE LETRAS DE CAMPOS DO JORDÃO torna pública a realização do I PRÊMIO CAMPOS DO JORDÃO DE POESIA, cujo Regulamento apresentamos a seguir:
Período de Inscrições: de 01 de janeiro a 30 de abril de 2013 (valendo a data da postagem);

Categorias: 1- POESIA NACIONAL; 2- POESIA INTERNACIONAL (textos enviados nas línguas espanhola, italiana e portuguesa (países lusófonos) de autores não-brasileiros residentes fora do Brasil), 3- POESIA JORDANENSE (para autores residentes em Campos do Jordão e membros da Academia de Letras de Campos do Jordão).

Forma de participação: Os autores poderão participar somente de uma categoria, com no máximo 05 (cinco) textos por categoria. O tema é livre e não há limites de páginas, versos, linhas ou toques. Devem, no entanto, estar digitados ou datilografados.

Taxa de Inscrição: R$ 5,00 (cinco reais), por texto inscrito, valor este que se destina a cobrir despesas gerais do Concurso.

Como participar: Os textos, de temática livre, devem ser enviados em 02 (duas) vias cada um, devendo constar em cada uma delas o título do texto e o pseudônimo do autor. Anexo, deve ser enviado outro envelope menor, lacrado, devendo constar na parte externa apenas o pseudônimo, títulos das obras e a categoria concorrente. Na parte interna deste segundo envelope, as seguintes informações: Pseudônimo, título das obras inscritas, nome do Autor, endereço com CEP, telefone e e-mail, se tiver, e comprovante do depósito.

Forma de inscrição: Somente via postal (Correios), devendo o material ser enviado (valendo a data do carimbo até 30/04/2013) para o seguinte endereço: Academia de Letras de Campos do Jordão, Praça Octavio Bittencourt, 20 – Vila Ferraz – CEP 12460-000, Campos do Jordão, SP. Não serão aceitas inscrições que não forem feitas através dos Correios.

Premiação:
a)       1. LUGAR POESIA NACIONAL: Troféu Paulo Dantas; 2. LUGAR POESIA NACIONAL: Medalha de Honra ao Mérito;
b)       1. LUGAR POESIA INTRERNACIONAL: Troféu Arakaki Masakazu; 2. LUGAR: Medalha de Honra ao Mérito;
c)        1. LUGAR POESIA JORDANENSE: Troféu João de Sá.
Cerificados: Todos os Participantes receberão Certificado, independentemente de serem ou não vencedores.

Comissão Julgadora: A banca será formada por profissionais de literatura, docentes ou escritores, membros ou não da Academia de Letras de Campos do Jordão, que avaliarão os trabalhos. A decisão dos jurados é soberana e, sua decisão, inquestionável.

Divulgação do Resultado: Os vencedores serão comunicados previamente do resultado, que será tornado de conhecimento público através de envio de release para a Imprensa (jornais e sites de literatura). A relação dos vencedores estará disponibilizada no site da Academia (http://academiadeletrasdecamposdojordao.blogspot.com.br). Não haverá nenhuma ajuda de custo aos vencedores para que venham a Campos do Jordão receber seus prêmios, que serão enviados pelos Correios, sendo as despesas deste envio de responsabilidade da organização do Concurso.

Dados bancários para depósito da taxa de inscrição: Banco do Brasil, agência 905-9, conta corrente 16468-2, favorecido Academia de Letras de Campos do Jordão.

Observação: Após o Concurso, os textos não serão devolvidos.
Maiores informações: academiadeletras.cjordao@gmail.com, ou (12) 3662-3763 – Benilson Toniolo

Campos do Jordão, 01 de dezembro de 2012



Maria José Ávila                                                                                               Benilson Toniolo                                                                                                                                                                  Presidente                                                                                                          Vice-Presidente

O voluntário anonimo


Assistimos todos os dias um índice crescente de aspectos sociais negativos, com sequelas e soluções de continuidade imensuráveis na saúde, educação e segurança pública.
Assistimos também o comodismo de muita gente que, acreditando ser invulnerável a todo e qualquer sinistro, esquivam-se de compartilhar, estão sempre com pressa, ignoram colaboração coletiva e omitem-se no próprio egoísmo. Lamentavelmente essas pessoas inertes ainda comungam aquela máxima de que: “pago meus impostos e exijo meus direitos”. Está na hora de rever seus conceitos. Está na hora de ver o que se passa na sua rua e no seu bairro. Há muita atividade que poderia melhorar o convívio e a vida das pessoas se cada uma delas absorvesse o espírito do voluntariado. De uma simples ajuda a grandes mutirões se consegue resultados espetaculares e os beneficiados são para todos, sejam crianças, jovens e adultos.
Quem ainda comunga que o governo é culpado daquilo ou disso está vendo a vida passar e não se coaduna com a cidadania plena entre seres humanos. Há pessoas que são capazes de destinar horas passeando com cães, mas não se oferecem para levar os idosos num dia de sol na pracinha mais perto de casa. Solidarizam-se com semelhantes somente na época do natal e acreditam que estão aumentando seus créditos com Deus para após a morte entrarem no céu. Ora, está na hora de se trabalhar o hoje. Viver e atuar com espírito de grupo, compartilhando e ajudando no que for possível. Bem perto da sua casa há um posto de saúde, um hospital, uma escola, uma creche. Por que não ajudar com uma hora por dia como voluntário. Há tantas maneiras de colaborar que você vai se surpreender quando conhecer o interior dessas repartições.
No Instituto dos Cegos de Londrina, estado do Paraná, por exemplo, os voluntários anônimos, gravam fitas de livros inteiros, poesias, contos, crônicas, para que todos os deficientes visuais possam ter a “leitura auditiva”. Um trabalho emocionante porque proporciona uma viagem pelo universo da imaginação.  
Nos hospitais que tratam do câncer em vários pontos do país, o expediente administrativo pode ser auxiliado com o mínimo de domínio do computador, para ajudar no preenchimento dos formulários, por exemplo. Ou ainda auxiliar na cozinha, recolher donativos, levar uma palavra aos doentes ou simplesmente visitar as pessoas que estão internadas. 
Nas creches, que tal servir a merenda para as crianças uma vez por dia? Compartilhar do momento do recreio e voltar no tempo, para que a dormência lúdica que existe em cada um de nós floresça novamente e produza em nosso metabolismo as boas endorfinas da alegria e felicidade.  
Pessoas aposentadas e felizes, em muitas partes do país, se solidarizam com escolas de periferia e lá ensinam crianças a jogar xadrez, dama, dominó e a montar os deliciosos quebra-cabeças. São essas atividades que fazem as crianças e os jovens terem a boa disputa esportiva e conhecer a verdadeira relação de vitória e derrota. Molda-se o caráter através da prática do raciocínio. Não há agressões de impactos.
Ações voluntárias fazem muita diferença porque estreitam laços, resgatam convívios de amizade, eliminam a vaidade humana e aproximam as pessoas no entendimento de que o bom mesmo na vida é ser e não ter.
 Aos que desejarem orientações para encontrar uma vaga de serviço voluntário ou outras informações sobre o tema, podem procurar o Planeta Voluntários é um site não governamental, apartidário e ecumênico, criada em maio de 2009 por iniciativa do empresário Marcio Demari, da empresa  Guia Publicidade ,  sediada em  Londrina, Paraná,  com a visão de desenvolver a cultura do trabalho voluntário organizado, que leva o serviço voluntariado a auxiliar  milhões de brasileiros e entidades que necessitam de  todo tipo de ajuda.O site conta com uma Rede Social que cruza as informações dos voluntários com  as instituições cadastradas, sendo um elo entre elas. www.planetavoluntarios.com.br

WILMAR MARÇAL,
professor universitário, assessor e palestrante educacional.Ex-Reitor da Universidade Estadual de Londrina, Paraná.

Fonte: Agência de Notícias (Bianca Garcia agencia_noticias_3setor@hotmail.com)

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...