jeudi 14 février 2013

DE 8 A 10 DE MARÇO DE 2013



A REBRA (REDE DE ESCRITORAS BRASILEIRAS) maravilhosamente presidida pela escritora Joyce Cavalccante, estará comemorando 14 anos.

"Uma vasta programação está sendo preparada", adianta a Presidente da Organização sem dar muitos detalhes. Joyce diz que a programação será comparada  aos três dias de folia de carnaval! Só que bem sabemos, neste caso, a folia será literária e feminina!

Na ocasião será lançado o livro MULHERES DA FLORESTA, mais um empreendimento de sucesso da REBRA, contando com inúmeras autoras inscritas na organização. O livro será mais tarde traduzido em Francês e Alemão e lançado em Paris, Genebra e Frankfurt.

O acontecimento se dará em São Paulo, capital, entre os dias 8 e 10 de março, iniciando as festividades no dia em que se comemora mundialmente o dia da Mulher.

E o que é a REBRA?

A Rede de Escritoras Brasileiras — REBRA — é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, que pretende reunir em associação o maior número de escritoras de nosso país que tenham compromisso público com a literatura, a cultura e a justiça social, entendendo que as idéias exprimidas pela palavra escrita tem a força de modificar a sociedade humana. E é justamente esse o principal objetivo e a missão da REBRA: o aprimoramento da sociedade brasileira em particular e da humanidade em geral, por meio da divulgação da palavra da mulher.

Foi fundada em 8 de março de 1999, para tentar corrigir a grande injustiça que as mulheres escritoras brasileiras, em particular, e as mulheres brasileiras, em geral, sofreram e continuam sofrendo ao serem permanentemente excluídas dos registros históricos de nossa sociedade.

Trabalhamos em conjunto com a organização mundialWomen's WORLD - Women's World Organization for Rights, Literature and Development, com sede nos Estados Unidos da América.

No âmbito Latino-Americano, funcionamos também em parceria com a RELAT — Red De Escritoras Latinoamericanas, sediada no Peru e atuante nos países da América do Sul e México.

(http://rebra.org/index.php?pg=oquerebra.php)


Sobre sua Presidente, Joyce Cavalccante:






A escritora Joyce Cavalccante é a idealizadora e atual presidente da REBRA - Rede de Escritoras Brasileiras. É também diretora da RELAT-Red de Escritoras Latinoamericanas. Embora se sinta atraída superlativamente pelo sossego de seu estúdio, onde escreve seus romances de longo curso madrugada a dentro, não consegue desconhecer as dificuldades pelas quais passa a escritora brasileira, principalmente as iniciantes, quando tentam fazer sua voz ser ouvida e seu talento reconhecido num mercado editorial cada dia mais estreito. Foi justamente para colaborar com a solução desse problema que criou a Rede de Escritoras Brasileiras, associação que pretende divulgar o trabalho literário das mulheres brasileiras de maneira global.
Joyce nasceu em Fortaleza, Ceará e mora em São Paulo. É jornalista, romancista, contista, cronista e conferencista. Publicou nove livros de prosa de ficção individualmente, e participou de quatorze coletâneas de contos com outros autores. Tem obras traduzidas para o inglês, sueco, francês, italiano, espanhol e holandês.Contribui sistematicamente com a imprensa publicando contos, resenhas ou artigos, e já faz algum tempo, vem se dedicando a palestras sobre literatura feminina brasileira nas universidades do Brasil e do exterior.
Nos anos de 1979 e 1980 foi premiada no Concurso de Contos eróticos promovido pela revista Status, publicação da editora Três, São Paulo, com os contos “ESTÓRIA DE UM CORPO DE MENINA e ”LUTA LIVRE” respectivamente. Prêmio APCA - Associação Paulista de Críticos de Arte - de melhor ficção de 1993, por seu romance “INIMIGAS INTIMAS”. Em 2002 ganhou o Prêmio Radio France Internationale, pelo conto ”NEGUINHA”. Prêmios são pequenos incentivos para uma grande paixão, diz.
Atualmente dedica-se a escrever a saga do povo brasileiro de origem nordestina entre os anos de 1954 ao ano de 2004: Constrói a tetralogia chamada “O CORAÇÃO DOS OUTROS NÃO É TERRA QUE SE PISE”, iniciada com os já publicados romances “INIMIGAS ÍNTIMAS” e “O CÃO CHUPANDO MANGA” . Veja maiores detalhes. Tem a literatura como um privilégio, dai tanto entusiasmo.

(http://rebra.org/escritora/escritora_ptbr.php?id=1002)


*Escritora, venha fazer parte da REBRA!


Jacqueline Aisenman, Representante da REBRA na Suíça


CONCURSO DE POESIAS, CRÔNICAS E CONTOS



Convite


Peço licença pra fazer um convite pra você!

O Sarau Perifatividade vai acontecer neste sábado, dia 16 de fevereiro, às 19h, no tradicional Bar do Boné, localizado na Rua Nossa Senhora da Saúde, nº 100, na Vila das Mercês. Nesta edição, serão lançados o segundo volume da antologia literária do Coletivo Perifatividade e o livro Perifatividade nas Escolas.  A antologia reúne um time literário que compõe um mosaico de gêneros e estilos de tecer a palavra. Em comum, a narrativa crua e nua de um mundo tal como ele é.  Mas também a narrativa sincera sobre um mundo inacabado e um profundo desejo de transformá-lo. O livro Perifatividade nas Escolas é resultado de uma maratona de encontros e saraus realizados em escolas da região de atuação do Coletivo Perifatividade, os bairros do Fundão do Ipiranga, e envolveu a comunidade escolar, agentes de educação e principalmente alunos e alunas que aceitaram o convite pra mergulhar de cabeça na literatura e na poesia pra encontrar, falar e escrever versos sobre si, sua escola, sua rua, seu bairro, sua cidade e o mundo. A antologia traz muita gente já conhecida e outras nem tanto da literatura periférica e das rodas de saraus poéticos cujos principais espaços encontram-se nas bordas de São Paulo e distantes das programações culturais oficiais. O livro produzido nas escolas traz um time estreante na literatura e pela primeira vez publicado. Em ambos os casos, gênero literário, estilo e temas variados revelam um olhar panorâmico protagonizado por quem escreve e a partir da onde se está escrevendo.

O Sarau Perifatividade, assim como os livros que serão lançados, é desenvolvido pelo Coletivo Perifatividade que há mais de dois anos articula, mobiliza e realiza ações culturais no Fundão do Ipiranga,  e que reúme várias linguagens artísticas sempre pelo fortalecimento das comunidades locais  e da prática da solidariedade contra todas as formas de opressão. Sarau, música, opinião e leitura, são algumas armas que o Coletivo Perifatividade tem pra trocá... e elas estão com os tambores cheios até a boca!

Se você ainda não conhece o Sarau Perifatividade aproveite pra conhecer. Se já conhece sabe que é só chegar pra ser bem recebido.

Mais informações: www.perifatividade.wordpress.com ou no facebook sarau perifatividade

Participe, porque afinal a cultura é nossa!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...