mardi 27 août 2013

ACERCA DE MISTÉRIOS DA POESIA



GERMANO MACHADO

Existe um mistério qualquer na poesia
Que é impenetrável para o não eleito.
Ela foge de quem procura o verso bem feito
E se entrega ao poeta que sabe seu dia.

A poesia não mede metro nem rima
Não pede camisa de força nem cadeia.
Sua sina é unir, qual fogo que incendeia
Um ser humano a outro ser e os aproxima.

Ela foge de quem é metido a poeta
Mas não tem paciência nem sabe esperar
O melhor momento para alcançar a meta.

Sim, se entrega ela ao que sabe iluminar
As ruas e o verso no universo projeta
Fazendo na vida o sonho se transformar.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...