lundi 26 août 2013

A TERRA E O HOMEM

Gilberto Nogueira de Oliveira

Um dia o homem sentiu
Uma vontade de ser.
Pegou uma enxada e partiu
Para bem longe viver.

Viver de arado e de sol
Suando o cansaço do dia
Na mente a vontade maior
De não fazer romaria.

Um dia o homem viveu
Uma grande agonia
O trabalho não rendeu
O seu pão de cada dia.

Vai homem cansado
Sofrer na terra de Deus
Que um dia o poeta cantando
Vingará o que você perdeu.

Pois da terra maldita
Nada lhe pertenceu
Embora a tornaste bonita

O olho do banco cresceu.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...