mercredi 15 mai 2013

ODUVALDO VIVO - POEMA


                     
 A ODUVALDO BATISTA (no dia de seu aniversario, 11 de maio)

Por Roselis Batistar

Estás vivo nesse aniversário
De anunciadas medidas
Contra os velórios  dos pobres...
Tu, meu pai, que vens de fora
E que te introduzes no paraíso fiscal
Sem outro vintém que   essa força
que de teus escritos sobrevem...
(Levei teu nome a Genebra
Num paradoxo de outros bens).
Força  a forcejar por outras  terras ,
Maiúscula como caixa-forte sem cerra
Resistente como só o  Humano pode ser...
Com ela  inundaste  jornais
Cometeste acusações
contra  os injustos barões
contra os ventres fartos de sangue...

Vives hoje como cetro
E levas a bandeira dos sofridos...
Estás vivo, líder  querido,
Pois vendido não te viram!
Parabéns ao guia,  ao mestre
Vou gritando ao mundo agreste
Que sem ti não há nem luz!
És centelha  iniciada
Uma brasa de  esperança!

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...