vendredi 31 mai 2013

Corpus Cristhi

Por Marcelo de Oliveira Souza

Um dia para refletirmos 
Para onde caminha a humanidade 
Se existe humanidade... 

Ela existe? 
Um passando a pena no outro 
Pernada para tudo quanto é lado, 
Outro vai para a igreja rezar. 

Depois de tanta maldade 
Até que merece ...
Mas o dia de farra continua 
Bebidas para todos os poros 
Trânsito em todas as estradas... 

O corpo está li estagnado 
Ninguém lembra que o corpo existiu 
A consciência ruiu 
O povo ruim domina 
A humanidade caiu... 

Corpos nas estradas 
A curiosidade reina 
O acidente causado, 
Coitado! 
Não resistiu, 
Mas o parceiro de viagem 
Gravou e divulgou  na “cidade”.

O corpo fez sucesso 
Mas dois minutos depois, 
Tem outro mau sucedido 
Que foi agredido e vencido 
pelas drogas e pelo crime. 

Mais um corpo esquecido 
Que  será comido pelos bichos 
Diferente do corpo de Cristo 
Iluminado e bendito, 
Virou tema de feriado 
Onde tudo vai recomeçar.
Em prol do seu nome iluminado 
Onde muitos irão novamente 
v i a j a r... 
E não voltam mais! 





Marcelo de Oliveira Souza
www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   - Concurso Anual de Poesias

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...