lundi 8 avril 2013

Livros do autor Ricardo Belíssimo


NEGRO  AMOR

(O Amor Nasce das Trevas)



Negro Amor, do escritor paulista Ricardo Bellissimo, é um livro ríspido e ágil, que crava as suas garras narrativas no imaginário mítico oculto por trás da alma feminina em sua trevosa odisseia na busca pelo amor. Não é, contudo, uma história de amor convencional. Pelo contrário. Insurge-se como uma espécie de fábula às avessas, onde os mistérios psicológicos incrustados sob os instintos humanos irrompem como o único alicerce para se tentar conhecer o inconhecível: o real caráter de alguém.
Mas até que ponto alguém conhece de fato o outro? Este é mais um enigma no qual Negro Amor procura mergulhar, de forma abissal, enquanto disseca, como aliás a própria protagonista do livro - retratada aqui através da personalidade contundente de uma legista - sempre dissecara os seus cadáveres. Agora, após anos separada do marido, ela resolve “dissecar” o coração de um vivo, através de um jogo psicológico em que ela mesma cria suas regras, intuindo até onde é necessário aviltar a si mesma para melhor conhecer o lado negro do outro. Talvez só assim, acredita, seria possível evitar novas relações fúteis e frágeis, até se aproximar do homem que possa melhor compreender a complexidade de seus anseios - seja no campo afetivo, libidinoso, cultural, mas, sobretudo, o universo pantanoso de seu inconsciente.
Misturando ainda doses de um humor ácido a momentos de melancolia quase sempre poética, Negro Amor também acaba por percorrer o caminho oposto àquele onde se iniciam as histórias de amor, quando, em geral, as pessoas escondem os seus piores defeitos, manias, obsessões, às vezes até segredos abomináveis. Aqui, para o amor existir, ele deve antes nascer das trevas. Quem sabe, assim, as vítimas da paixão possam almejar a mais profunda serenidade que só uma relação madura sabe proporcionar.


Roberto Gobatto
Editor e Diretor de Marketing
Editora Via Lettera Ltda.

Contato: (11)  3082 - 0760 / 3675 - 4785




SUFOCO  

                                               
SUFOCO, do escritor paulista Ricardo Bellissimo, é um livro tecido com uma linguagem laboriosa e surpreendente, que envolve o leitor desde a primeira página. Um thriller alucinante que mistura ainda elementos de novela de televisão com suspense e pitadas de um enredo policialesco, muitas vezes hilário em sua escancarada ironia e intrigante trama. Sua dinâmica rebuscada e inteligente deixa, por isso, o leitor sem fôlego.
Personagens inesquecíveis e muito bem construídos desfilam pelo cenário kitsch do imaginário paulista, criado por Bellissimo. É um romance que deixa o leitor ávido para chegar ao final, e descobrir o desfecho desta história cheia de ação e diálogos, dignos de um romance inspirado em um filme de Tarantino.
O microcosmo da periferia paulista, representado aqui pelo bairro Jardim Macedônia, é acompanhado através da saga de um extinto time de futebol. Unido agora sob o comando de seu antigo capitão, o adolescente Ademir coordena o trabalho de seus ex-colegas de campo na rede de pizzaria Aqui Começa e Acaba em Pizza, a partir da qual será montado todo um esquema para o tráfico de drogas. O proprietário, seu Agenor, homem de meia-idade, caquético e pedófilo, nem sonha com o que se passa nos bastidores de suas três pizzarias, obcecado que é em sua incontrolável tara pelas adolescentes roliças do bairro, das quais abusa em troca de pizzas e cerveja.
Em uma das incursões pelas boates mais badaladas e localizadas em áreas nobres da cidade, onde são distribuídos os cartões da pizzaria aos abastados usuários de droga, Ademir acaba se apaixonando por uma garota, rica e linda, o que provoca o ciúme doentio em sua namorada, Gláucia, que se diz grávida dele.
As atendentes de telemarketing Gláucia, namorada de Ademir, e sua vizinha Helô selam uma aposta para ver quem irá enriquecer primeiro, pontuado que está o imaginário de ambas às tramas rocambolescas das novelas, que assistem como o único elixir para se esquecerem de si mesmas e do lugar onde moram e que tanto odeiam. Assim, elas não pouparão esforços para atingirem os seus objetivos mais cruéis e ambiciosos.
SUFOCO irrompe, no cenário literário brasileiro, como uma síntese do que ocorre nas adjacências ignoradas das grandes metrópoles, onde crimes e mortes compactuam à triste edificação de um sombrio cotidiano, enquanto expõe, nesse percurso agoniado, o retrato do que ainda acontece à grande parte de nossa juventude, que sofre os dissabores nefastos do contato precoce com a violência, do descaso público e da falta generalizada de oportunidades.


 O autor


Ricardo Bellissimo    Vencedor do I Festival Universitário de Literatura, aberto a universitários, mestrandos e  doutorandos de todo o Brasil), cujo prêmio (1° lugar) viabilizou a publicação da novela “Libido Siamesa” (1998 );  autor dos romances “Sombras e Nefastos” (2003), “Sufoco” (2008) e “Negro Amor” (2011), todos eles lançado s pela Editora Via Lettera;  Roteirista e Diretor do Documentário “Amores”, a ser filmado em 2012;  Adaptação do  livro “Você Nu Entre Quatro Paredes” para o teatro (2005); * Autor do Blog “Necrosados”  (www.necrosados.blogspot.com), em que discorre, numa linguagem tragicômica, aos abandonados e sofredores do amor, para que estes nunca renunciem a busca de uma nova paixão;





ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...