mardi 16 avril 2013

ANTÔNIMOS, Poema realizado pelo Grupo do Varal do Brasil no Facebook


Essa felicidade que se sobrepõe à minha infelicidade,
me provoca alegria e angústia,
Embora a confiança e o desassossego atrapalhem a minha calma;
A força e a raiva me dão paz,
Só que o desamor faz afago no desprezo...
A palpitação e a tranquilidade vêm como um furacão...
A calmaria, que antecede a morte, é vencida pela vida.
A ausência nem sempre é tudo.
O vazio do universo contido num átomo,
Que afinal é e está num tudo de todo complexo:
Quem sabe, bem simples como a inteligência cósmica
Que provoca essa fome saciada
Pelo amor de um ódio esmorecido
Por um sorriso cheio de lágrimas que vai me extasiando,
e, ao mesmo tempo,
esmorecendo,
despertando,
adormecendo essa excitação de algo pacato
que remete ao pecado que é antiético,
porém, correto. Ou será errado?
Talvez seja relativo,
o meu Jardim do Éden,
o meu inferno,
a minha agonia calma,
o meu desespero acrescido de tranquilidade numa tempestade.
Ah! A calmaria atravessada pela nebulosidade no breu:
Chegou a aurora, que diante do crepúsculo espera um novo amanhecer,
Talvez amórfico ou translúcido,
Opaco ou luminoso com um certo negrume,
mas que pede uma clareza
nessa treva que transmite de adormecimento e excitação.



                   *****************************

Organização: Juca Cavalcante e Dúlcio Ulysséa Jr. Revisão de Norália Castro
Imagem by fallen angel 24

PARTICIPANTES POR ORDEM DE ENTRADA:
JACQUELINE AISENMAN, JUCA CAVALCANTE, NILDA LIMA, CAROLINE BAPTISTA AXELSSON,INÊS CARMELITA LOHN, DULCIO ULISSEA JUNIOR, ANDREA PIMENTEL – BEER, CARMEN DI MORAES, NORÁLIA  CASTRO, IARA PASINI,  EVA ASTRID LEUTENEGGER,  SILVANA SIL, DULENARY SANTANA, MARISA GONÇALVES DE ALMEIDA SANTOS.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...