jeudi 17 mai 2012

Jacqueline Aisenman participa de Café literário no CEBRAC de Zurique


























ENCONTRO


CONVITE


COMUNICADO


Avisamos a todos os escritores, editores independentes e envolvidos na cadeia produtiva de livro, leitura e literatura que a partir do dia 15 até o dia 23 de maio, estarão abertas as inscrições para participarem, com suas obras, no V SALÃO DO LIVROS DE SANTARÉM (25/05 a 03/06) E XVI FEIRA PAN-AMAZÔNICA DO LIVRO (SETEMBRO). O local para entrega e assinatura do contrato se dará no CENTUR, na sala PANÓTICO, área da praça da Leitura, nos horários de 08h00 as 12h00 e 14h00 as 18h00 . Interessados , enviem email para: estandedoescritorparaense2011@gmail.com A/C Cláudio Cardoso, para outras informações ou liguem para 8882-2908.


A comissão.

contatos: (91) 8882-2908

Recebido de Cláudio Cardoso

Crônica da Urda


É MUITO DIFERENTE, HOJE, IR-SE A MACHUPICHU!
============================================

(Excerto do livro "Viagem ao Umbigo do Mundo, publicado em 2006)


No outro dia era o dia de ir a Machupichu, isto é, para quem quisesse. Como também já descrevi Machupichu no livro “Entre condores e lhamas”, já citado mais de uma vez mais para trás, vou aqui me limitar a contar que o acesso a Machupichu mudou muito desde que lá fora a primeira vez. Em 1993 fora até lá em animado trem cheio de peruanos e turistas, onde ambulantes vendiam gostosas comidas e um galo cantava alegremente dentro de um balaio. Onze anos depois as coisas tinham mudado muito.  Para se pegar esse alegre e animado trem, atualmente, é necessário ser-se peruano. Como uma das famílias limeñas que estava no encontro de Motociclismo resolvera também ir a Machupichu naquele dia, Kako, o rapaz de Porto Alegre, com seu jeitão de salteador espanhol juntou-se a eles, disfarçou-se de peruano ... e foi a Machupichu por 25 soles, o que dá mais ou menos 20 reais (8 ou 9 dólares).
                                   Pessoas de outras nacionalidades interessadas a ir a Machupichu, atualmente, podem fazer duas opções: um trem de 90 dólares ou outro de 120 dólares. O de 120 dólares tem, inclusive, teto solar, e champanha francesa a rodo. Nós que fomos, fomos no de 90 dólares, triste trem sem choclo com queijo para comprar, sem galo cantando dentro de um balaio, só cheio de gente solene, ilhada em pequenos grupos de línguas diversificadas, que não tinham como se comunicar.
                                   O saltar do trem, no sopé da montanha onde, no alto, fica Machupichu, foi outra surpresa: onde no passado houvera o pequenino povoado de Águas Calientes e um ou outro artesanato para comprar, agora virara uma feira de artesanato, com centenas de lojinhas e vendedores vendendo todo o tipo de artesanato possível e imaginável que o Peru produzisse. Aquele era um lugar estreito e apertado entre duas montanhas, onde mal e mal passava o trem e havia um minúsculo povoado, não comportava toda aquela gente, todo aquele artesanato e toda aquela balbúrdia. Se os Filhos do Sol sonhassem que um dia o seu mundo seria assim invadido!   

Observação:
Descobri, depois, que se for de ônibus atéa estação seguinte de trem, pode-se continuar pegando o alegre e colorido trem para Machupichu, aque todo animado, e que custa 25 soles. 

Urda Alice Klueger
Escritora, historiadora e doutoranda em Geografia pela FPR

MIL POEMAS A GONÇALVES DIAS - PUBLIQUE-SE!


* Nadir Silveira Dias

Seguindo os passos do que fez Alfred Asís, no Chile, que projetou, angariou e publicou dois tomos UN CANTO DE AMOR MIL POEMAS A PABLO NERUDA, iniciativa depois estendida para o Peru com MIL POEMAS PARA CÉSAR VALLEJO, com o livro já em impressão, e atualmente na Espanha com MIL POEMAS A MIGUEL HERNÁNDEZ, chegou agora a vez do Brasil em homenagear seus valores nacionais.

E a iniciativa vem do Maranhão em realizar a obra MIL POEMAS A GONÇALVES DIAS através das suas instituições históricas e culturais.

Segundo a 3ª Convocatória que recebi há dois dias, são promotores do evento o IHG – Instituto Histórico e Geográfico de Caxias e a Academia de Letras de Caxias, enquanto que as entidades envolvidas na iniciativa e no projeto são as seguintes:

Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão – IHGM;
Sociedade de Cultura Latina do Estado do Maranhão – SCLM;
Federação das Academias de Letras do Maranhão - FALMA;
UFMA;
Academias de Letras (Maranhão, Caxias);
SOBRAMES – Sociedade Brasiileira de Médicos Escritores;
Associação Internacional de Poetas del Mundo; e
SALAC.

Os poemas em homenagem ou sobre Gonçalves Dias deverão ser enviados para Dilercy Adler: dilercy@hotmail.com

Os estudos e pesquisas em homenagem ou sobre Gonçalves Dias deverão ser enviados para Leopoldo Gil Vaz: vazleopoldo@hotmail.com

Para acessar a integra da convocatória, acessar o saite do Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão – IHGM: http://ihgm1.blogspot.com.br/ ou acompanhar e bem compreender o texto que recebi da 3ª Convocatória de MIL POEMAS A GONÇALVES DIAS:

“3ª CONVOCATÓRIA (MARÇO - JUNHO 2012)
“MIL POEMAS PARA GONÇALVES DIAS”
10 DE AGOSTO DE 2011 / 10 DE AGOSTO DE 2013
Lançamento da Antologia (09 a 11 de Agosto de 2012) nas cidades de São Luís-MA e Caxias-MA-Brasil
A idéia vem do Chile. Nasceu por ocasião da comemoração do aniversário de 107 anos do grande poeta Chileno Pablo Neruda, em julho do ano em curso, quando entre outras atividades foi lançada a antologia “MIL POEMAS PARA PABLO NERUDA” organizada por Alfred Asís. A realização desse projeto foi estendida para o poeta peruano Cesar Vallejo, que terá a sua antologia “MIL POEMAS PARA CESAR VALLEJO”. Nessa ocasião surgiu a ideia da organização de uma antologia e homenagem dessa natureza para um poeta brasileiro.
O Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão-IHGM aprovou em sua reunião de Assembleia Geral Ordinária, de Setembro de 2011, a inclusão do Projeto em homenagem a Gonçalves Dias, apresentada pela Confreira Dilercy Aragão Adler, dentro do Ciclo de Estudos/debates sobre a Formação do Maranhão e Fundação de São Luís.
A proposta é de, convidados poetas do mundo, prestar homenagens escrevendo para Gonçalves Dias; ainda, trabalhos de pesquisa histórica sobre sua vida e obra; participação aberta a escritores, poetas, pesquisdores, professores universitários, acadêmicos, e estudantes, universitários e do Ensino Fundamental e Médio.
OBJETIVOS
- Conhecer a vida e a obra de Gonçalves Dias e reconhecer a importância das motivações que caracterizam a sua obra, tais como o romantismo, o nacionalismo e dentro deste a valorização dos povos que iniciaram a história do nosso país.
- Apreender a importância do conhecimento e divulgação da vida e obra dos grandes nomes nacionais.
- Compreender a urgência de otimização do potencial criador da criança e adolescente e o papel de mediação da escola e da família e das Instituições culturais nessa perspectiva.
Os poemas/trabalhos podem ser enviados até 30 de junho de 2012
NORMAS
a) POEMAS
- cada Poeta poderá apresentar até cinco (cinco) poemas (cinco páginas),formato A4, times New Roman, tamanho 12, espaço 1,0.
- enviar adjunto currículo literário resumido (no máximo seis linhas), em que conste data de nascimento, cidade e país de origem; e-mail, com foto atualizada.
- a aceitação dar-se-á na ordem de recebimento da (s) obra(s), até se completarem os 1000 (mil) poemas. Um mesmo autor poderá mandar uma poesia, caso queira enviar outra obra posteriormente, dentro do limite de cinco (05) por Poeta, poderá fazê-lo, indicando que já enviou uma primeira obra; sendo colocadas todas juntas.
Envio de Poesias para: dilercy@hotmail.com
b) ESTUDOS E PESQUISAS:
- Cada autor ou co-autor poderá enviar até dois (02) textos, com o máximo de 20 (vinte) páginas, formato A4, Times new Roman, tamanho 12, espaço 1, incluindo bibliografia e fotos.
- ao enviar sua obra, deverá vir acompanhada pequena bio-bliografia, com foto atualizada, em que conste o motivo de participar da antologia; cidade e país de origem;
- a publicação se dará na ordem de recebimento da (s) obra(s).
Envio de Trabalhos para: vazleopoldo@hotmail.com
Divulguem em sua Instituição, Cidade, Estado e País.
ÚLTIMAS INFORMAÇÕES:
Já estamos com a publicação da Antologia “MIL POEMAS PARA GONÇALVES DIAS” garantida. A Editora da Universidade Federal do Maranhão–EDUFMA, vai editar a Antologia sem custos para os autores. A primeira data prevista para o lançamento é 10 de agosto de 2012 (aniversário de Gonçalves Dias - 189 anos - e ano da comemoração dos 400 anos de fundação de São Luís), vai depender de atingirmos a meta dos Mil Poemas. Precisamos completar os MIL POEMAS, por isso pedimos a sua colaboração para divulgar também, na sua cidade, no seu Estado, no seu país e para os seus contatos no estrangeiro!”

O homenageado é um dos significativos expoentes da poesia e da literatura brasileiras, em especial, porque tanto trouxe o Brasil para dentro da literatura, quanto o índio, juntamente com José de Alencar, além de projetar para o exterior o nosso belo país.

Por isso, estimados colegas e amigos, bons e belos poemas! Bons estudos e pesquisas para MIL POEMAS A GONÇALVES DIAS!




* Poeta e Escritor – nadirsdias@yahoo.com.br




ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...