mardi 7 février 2012

CURSO DE ANIMAÇÃO ANIMA MOBILE

Queridos amigos,


Estão oficialmente abertas as inscrições para o Curso de Animação Anima Mobile, com início dia primeiro de março.

Os únicos requisitos é que você já tenha conhecimentos básicos de PSP e Animation Shop, por mais precários que sejam.

O curso não é apenas para que se aprenda a fazer dançantes, colocar carinhas e fazer montagens, mas principalmente para aprender a movimentar uma imagem, seja ela o corpo humano ou uma paisagem.

Há três módulos de 8 aulas e diversos exercícios no curso. Eles estão programados para durar no máximo um mês cada um, mas há quem termine em até em uma semana!

 A taxa de inscrição, que cobre todos os três módulos, será de R$ 10,00, o que cobrirá todo meu trabalho de catalogação, tabulação e arquivamento de cada fase do curso. O custo dos módulos será de R$ 60,00 cada - Iniciante, Intermediário e Avançado. Todos os programas de animação serão fornecidos. 


Você pode escolher se quer pagar à medida em que inicia um módulo, ou tudo de uma vez só. Fica a seu critério, mas aconselho a que pague à medida em que começa uma nova etapa, já que você, por algum motivo, pode não terminar as três.



Quem estiver interessado, por favor envie-me um email.


Carinho,



Dalva Agne Lynch


Convite

Enviado por Clevane Pessoa Lopes


"Os autores Átila Siqueira, Celly Borges, Clevane Pessoa, Lucas Lopes Valadares, Marcel Breton, M.D Amado e Márcia Cristina Simões, com o apoio da Cervejaria Zero Grau, da Livraria Leitura – BH Shopping, da Academia Mineira de todas as Artes, da RHS Editora, da Editora Estronho, da Elo FM e do artista plástico Wander Lara; têm o prazer de convidar a todos para a: NOITE DE AUTÓGRAFOS EM CONJUNTO, onde estarão sendo autografados os respectivos livros: 

VALE DOS ELFOS I e VALE DOS ELFOS II, de Átila Siqueira; 

INSANAS, EXTRANEUS 3 E SOCIEDADE DAS SOMBRAS (Coletâneas) de Celly Borges; 

O SONO DAS FADAS, de Clevane Pessoa; 

MARCAS, de Lucas Lopes Valadares; 

CURSED CITY, EXTRANEUS 1, EXTRANEUS 2, UFO – CONTOS NÃO IDENTIFICADOS; GRIMORE DOS VAMPIROS; SAGAS 2 – ESTRANHO OESTE; NECRÓPOLE 2 – HISTÓRIAS DE FANTASMAS (coletâneas), de M.D AMADO; 

REMINISCÊNCIAS DO COTIDIANO, ALÉM DOS MEUS PLANOS e PONTO DE VISTA, de Márcia Cristina Simões.


No evento haverá uma pequena exposição do artista plástico Wander Lara e um pequeno sarau de poesia, aberto a todos para a declamação de poemas e textos curtos. Todos os livros da Editora Estronho também estarão disponíveis com 50% de desconto.

Local: Cervejaria Zero Grau, Avenida Professor Mário Werneck, n° 1290, Bairro Buritis. BH – MG. Referência: Campus UNI-BH.
Mais informações: atilasiqueira1@yahoo.com.br

Ano Letivo 2012

Mais um ano letivo vem chegando, os alunas e alunos vão se empolgando, cada um com o seu motivo, contudo é muito importante começarmos o ano com toda aquela energia positiva, perceber que estamos iniciando mais uma jornada e quem se esforça Deus ajuda.

Logo ao iniciar a jornada, muitos alunos se preocupam com o material escolar, o mais bonito, a mochila mais impressionante, o celular da moda e tudo que possa impressionar o colega, mas temos que perceber que o colégio pode ser um meio de conhecer novas pessoas, até de se divertir.

Imaginemos o aluno que em seu primeiro dia de aula,  aparece sem material escolar, com o celular na mão e até com aparelho de som; cheios de brincadeirinhas, conversinhas, será que encontramos o aluno interessado?

Quando o professor chega à sala de aula, ele observa isso tudo, percebe o aluno comprometido  e o que não está se importando muito com o próprio futuro, pois quem pula etapas ou quem  vai para escola somente para passear fingindo estudar, não está prejudicando ninguém, somente a si mesmo; o pior é que tem uns que admitem que não querem nada, mas ficam dois turnos no colégio somente abusando colegas e professores, chegam ao ponto de ficar na  porta ou até  entrar numa sala de aula, mesmo que não seja a dele somente para provocar e agredir a todos que estudam e ensinam, é um grande problema.

Durante o decorrer do ano constatamos vários desvios de comportamento, alunos que não respeitam os colegas, professores,  funcionários e ainda tem incentivo de outros, que o acham engraçado, isso prejudica a todos.

O importante na hora do estudo é o compromisso, as pessoas têm que perceber que aprender é bom, ajuda a crescer, mas requer compromisso com a escola, com professores e o mais importante, consigo próprio.

Chega mais um ano com força, vamos aproveitar para crescer e traçar o nosso belo futuro, pensar bem alto, não importa que seja de escola pública ou particular, porque para o bom aluno, aquele realmente interessado e com metas, toda escola é um lugar de excelso aprendizado.









Marcelo de Oliveira Souza

Escritor Filiado À Ube – Cappaz - ACLAC -Poetas del Mundo


 www.poesiassemfronteiras.no.comunidades.net   -  Concurso Anual de Poesias

A SABEDORIA DO CONFRONTO

Tão vital quanto o oxigênio para a vida, para a preparação da vida superior do homem , é o momento mágico do confronto  a grande oportunidade. O oxigênio liga o ser humano  às forças hospitaleiras da nossa querida Terra. Ele   valoriza sua estadia no planeta... aprende, assimila, transforma em frutos  alvissaleiros,  pródigas sementes, disposições divinas ; se preparando  para a grande hora, a sublime transformação interior tão almejada , própria. Na  eternidade  do seu espírito a alma sadia vai depositando  as maravilhosas e fecundas  lições de vida, que, em cada encarnação, ela desenvolve, sabiamente ; em tudo é o espírito através da alma o grande  estimulador desta, e ela se entrega ao mundo, com força e perseverança, tecendo o sentido mágico da vida nos mais sublimes  matizes de cor e luz, indelevelmente .Age com  respeito à vida, auxilia e ama!

             A sabedoria do confronto, uma vez alcançada, marca o início de uma dedicação altruísta, espiritual,  sacrossanta e bela; é a Fonte inesgotável, perene, de  ampliação  de possibilidades  de vida, expansão de níveis de consciência ; é uma descoberta ímpar, angular do nosso tempo. Confronto é a grande questão. Só uma atenção aguçada e comprometida com  a busca  da espiritualidade verdadeiramente é que pode se inteirar do valor  do  confronto;  e  destacá-lo entre suas necessidades mais  prementes como aquela que, uma vez trabalhada, aperfeiçoada , pode dar um novo sentido a sua vida e lhe proporcionar um novo caminho. Podemos falar de uma arte de viver integralmente , a arte do confronto.

Descortina-se naturalmente  a antevisão da realidade divina superior no solo sagrado do etérico coração humano, meta a que o homem deve se dedicar espontaneamente ;  se apresentam as veredas maravilhosas  à  luz da alma.Ela silencia, aspira  à iniciação espiritual, a mais nobre entre todas as  faculdades que um ser humano pode conquistar. Medita, trabalha, sabe aguardar o tempo das grandes  conquistas, a hora D; a época das grandes decisões.

             Enquanto caminha, respira o homem.Enquanto assimila nos momentos de confronto a sabedoria da vida, cresce. O homem aprende  nas escolas, nos livros, com os professores

Abenegados, no  âmbito  familiar, nos contatos  sociais , nos círculos religiosos, nos centros culturais  e âmbitos espiritualistas; e  há até aqueles que se dedicam às profundas questões filosóficas mundiais.Da própria vida várias facetas lhe apresentam como transmissores das vertentes do saber universal  imensurável, embora de modo ainda  fragmentário.Agora é o desafio maior, passa a aprender consigo e em si mesmo nos momentos de confronto , quando busca neste os alicerces para  elaboração do precioso  instrumental suprassensivel que o levará a trilhar, naturalmente, o sentido da bela e imorredoura vida superior, eterna, linda, celestial!

          O  confronto não é algo estático, mas plenamente dinâmico, ele cresce em si mesmo, interioriza-se  pela vontade arrojada do homem empenhado;  é o momento de cortesia da vida para conosco, quando somos agraciados por ela com a beleza do Ser ; através dele   as Hierarquias Superiores falam da vida maior às almas no mundo. Estar atento é preciso para ouvi-las. O  homem  , desconhecendo o valor do confronto para  o amadurecimento  progressivo de sua  alma, deixa os momentos plausíveis sempre   a esmo, perdidos, ele  não pode se enriquecer com os frutos oriundos  desse encontro, pois  dele se esquiva;  as sementes  perdidas  no mundo ficam , infelizmente; não amadurecem no sacrário do coração por falta de disposição interna anímica e carência  de  ação no mundo exterior.

            O valor da vida está  sempre na dependência do valor do confronto, e daquilo que um dia dele possa vir a ser  como coroamento de uma busca corajosa através da aquisição de uma sabedoria divina.Quando mais  o ser se dedica profundamente às nuances do encontro, tanto mais a vida lhe descerra os tesouros da sabedoria universal, perene; ocultos à acanhada condição pensante atual, que não se aproxima desses sublimes mistérios, nem  tem disposição para tal. Mas  a sabedoria da vida está no reconhecimento do valor das imagens do encontro, que um dia adquirirão plenitude e vida concreta.Elas começarão a falar com propriedade e abundância celestial. Ela  vai enaltecendo a unidade imorredoura da vida maior,se esforçando para dela se aproximar conscientemente ; pois as imagens são sementes promissoras  que , um dia, irão germinar, florir, frutiificar; por isso qualquer deslize nesse mister pode macular a flor celestial em vias de  desenvolvimento no sacrossanto etérico coração humano; e até mesmo impedir que ela se desenvolva. Todo cuidado é bem vindo. Muito zelo e carinho é preciso cultivar em todos os momentos dessa  nossa preciosa passagem pela Terra na  encarnação  atual.

            A mais difícil tarefa, o autossacrifício, porém não menos nobre e necessária que nenhuma outra , fundamenta os labores do homem para alcançar o autoconhecimento e a sabedoria do mundo, que o conduzirão progressivamente à liberdade plena e ao reto agir. O Gênero é apenas  uma seta apontando para o espírito na integridade da alma. Aponta para o futuro coroamento de uma grande obra de arte no interior do homem, mas não o executor dela; cumpre no mundo e no íntimo do ser humano o espírito o papel de um exímio escultor que leva a criação humana para o aperfeiçoamento final; a ele cabe o papel de terminar com muita maestria e carinho esta grande obra de arte, o homem.  Compete  à  alma  alcançá-lo plenamente por esforços nobres em prol da solidariedade humana a cada precioso momento da vida. A seta torna-se um indicativo seguro somente quando o homem  já deu os primeiros passos em direção ao enobrecimento anímico e espiritual.Se o homem é capaz de morrer( para aquilo que ele  poderia realizar) em cada momento de confronto, então ele renasce majestosamente a cada encontro; e assimila o teor da conquista.O valor do confronto dá sentido à vida, manancial   com que  o homem se    a  si  mesmo e se completa; o pleno alimento; é o carinho com o que  é, o que será, e  o que foi; é a magia sublime que se revela a si mesma  nos recônditos  da alma , adequando-a ao eterno à luz do espírito.

          O gênero não é e nunca será o autor verdadeiro da vida, mas um simples colaborador; colocá-lo a serviço do indivíduo humano plenamente constituído é o desafio angular do nosso tempo.O espírito, sim,  é o grande escultor, trabalha na intimidade da alma com precisão; é o portador das eternas leis da evolução  humana. A imagem grandiosa do homem livre é o eterno farol-guia, sempre reforçada a cada vivência  em que o homem leva a dinâmica do confronto para dentro de si e a  reabastece na candeia do autossacrifício  e do amor desinteressado. Morrer nos momentos de confronto para dar vida às imagens é o caminho que levará, com toda certeza,  à   conquista do galardão de homem superior na Terra e no cosmo... morrer nos momentos de confronto para renascer  no espírito significa   que a alma  deu a luz a ele.É o mesmo que nascer das próprias cinzas.É o rebento divino que ao mundo vem.

            Quem, diante do confronto, entrega-se aos ditames temporários das paixões ilusórias, porém necessárias, perde a grande oportunidade  de fazer um esmerado trabalho consigo mesmo na presente encarnação. Quem, por outro lado, conduz o gênero a uma educação esmerada, sábia,progressiva  é senhor de si; torna-se um colaborador efetivo e consciente de Micael e do Cristo Jesus, passando a ocupar um lugar de extrema  responsabilidade diante do mister da vida na evolução mundial   da Terra e do cosmo.      Passa a integrar-se às hostes sublimes de Micael. 

           O que o oxigênio é para a vida física do homem, a vivência mágica do confronto  humano é para as suas vivências anímicas na contemporaneidade.   Eis algumas considerações acerca da sabedoria do confronto.  







Gildo Oliveira

Rio Verde, Goiás, 04.02.12

Contato com o autor:

 e-mail : Oliveira.gildo@bol.com.br      

Tão vital quanto o oxigênio para a vida, para a preparação da vida superior do homem , é o momento mágico do confronto  a grande oportunidade. O oxigênio liga o ser humano  às forças hospitaleiras da nossa querida Terra. Ele   valoriza sua estadia no planeta... aprende, assimila, transforma em frutos  alvissaleiros,  pródigas sementes, disposições divinas ; se preparando  para a grande hora, a sublime transformação interior tão almejada , própria. Na  eternidade  do seu espírito a alma sadia vai depositando  as maravilhosas e fecundas  lições de vida, que, em cada encarnação, ela desenvolve, sabiamente ; em tudo é o espírito através da alma o grande  estimulador desta, e ela se entrega ao mundo, com força e perseverança, tecendo o sentido mágico da vida nos mais sublimes  matizes de cor e luz, indelevelmente .Age com  respeito à vida, auxilia e ama!

             A sabedoria do confronto, uma vez alcançada, marca o início de uma dedicação altruísta, espiritual,  sacrossanta e bela; é a Fonte inesgotável, perene, de  ampliação  de possibilidades  de vida, expansão de níveis de consciência ; é uma descoberta ímpar, angular do nosso tempo. Confronto é a grande questão. Só uma atenção aguçada e comprometida com  a busca  da espiritualidade verdadeiramente é que pode se inteirar do valor  do  confronto;  e  destacá-lo entre suas necessidades mais  prementes como aquela que, uma vez trabalhada, aperfeiçoada , pode dar um novo sentido a sua vida e lhe proporcionar um novo caminho. Podemos falar de uma arte de viver integralmente , a arte do confronto.

Descortina-se naturalmente  a antevisão da realidade divina superior no solo sagrado do etérico coração humano, meta a que o homem deve se dedicar espontaneamente ;  se apresentam as veredas maravilhosas  à  luz da alma.Ela silencia, aspira  à iniciação espiritual, a mais nobre entre todas as  faculdades que um ser humano pode conquistar. Medita, trabalha, sabe aguardar o tempo das grandes  conquistas, a hora D; a época das grandes decisões.

             Enquanto caminha, respira o homem.Enquanto assimila nos momentos de confronto a sabedoria da vida, cresce. O homem aprende  nas escolas, nos livros, com os professores

Abenegados, no  âmbito  familiar, nos contatos  sociais , nos círculos religiosos, nos centros culturais  e âmbitos espiritualistas; e  há até aqueles que se dedicam às profundas questões filosóficas mundiais.Da própria vida várias facetas lhe apresentam como transmissores das vertentes do saber universal  imensurável, embora de modo ainda  fragmentário.Agora é o desafio maior, passa a aprender consigo e em si mesmo nos momentos de confronto , quando busca neste os alicerces para  elaboração do precioso  instrumental suprassensivel que o levará a trilhar, naturalmente, o sentido da bela e imorredoura vida superior, eterna, linda, celestial!

          O  confronto não é algo estático, mas plenamente dinâmico, ele cresce em si mesmo, interioriza-se  pela vontade arrojada do homem empenhado;  é o momento de cortesia da vida para conosco, quando somos agraciados por ela com a beleza do Ser ; através dele   as Hierarquias Superiores falam da vida maior às almas no mundo. Estar atento é preciso para ouvi-las. O  homem  , desconhecendo o valor do confronto para  o amadurecimento  progressivo de sua  alma, deixa os momentos plausíveis sempre   a esmo, perdidos, ele  não pode se enriquecer com os frutos oriundos  desse encontro, pois  dele se esquiva;  as sementes  perdidas  no mundo ficam , infelizmente; não amadurecem no sacrário do coração por falta de disposição interna anímica e carência  de  ação no mundo exterior.

            O valor da vida está  sempre na dependência do valor do confronto, e daquilo que um dia dele possa vir a ser  como coroamento de uma busca corajosa através da aquisição de uma sabedoria divina.Quando mais  o ser se dedica profundamente às nuances do encontro, tanto mais a vida lhe descerra os tesouros da sabedoria universal, perene; ocultos à acanhada condição pensante atual, que não se aproxima desses sublimes mistérios, nem  tem disposição para tal. Mas  a sabedoria da vida está no reconhecimento do valor das imagens do encontro, que um dia adquirirão plenitude e vida concreta.Elas começarão a falar com propriedade e abundância celestial. Ela  vai enaltecendo a unidade imorredoura da vida maior,se esforçando para dela se aproximar conscientemente ; pois as imagens são sementes promissoras  que , um dia, irão germinar, florir, frutiificar; por isso qualquer deslize nesse mister pode macular a flor celestial em vias de  desenvolvimento no sacrossanto etérico coração humano; e até mesmo impedir que ela se desenvolva. Todo cuidado é bem vindo. Muito zelo e carinho é preciso cultivar em todos os momentos dessa  nossa preciosa passagem pela Terra na  encarnação  atual.

            A mais difícil tarefa, o autossacrifício, porém não menos nobre e necessária que nenhuma outra , fundamenta os labores do homem para alcançar o autoconhecimento e a sabedoria do mundo, que o conduzirão progressivamente à liberdade plena e ao reto agir. O Gênero é apenas  uma seta apontando para o espírito na integridade da alma. Aponta para o futuro coroamento de uma grande obra de arte no interior do homem, mas não o executor dela; cumpre no mundo e no íntimo do ser humano o espírito o papel de um exímio escultor que leva a criação humana para o aperfeiçoamento final; a ele cabe o papel de terminar com muita maestria e carinho esta grande obra de arte, o homem.  Compete  à  alma  alcançá-lo plenamente por esforços nobres em prol da solidariedade humana a cada precioso momento da vida. A seta torna-se um indicativo seguro somente quando o homem  já deu os primeiros passos em direção ao enobrecimento anímico e espiritual.Se o homem é capaz de morrer( para aquilo que ele  poderia realizar) em cada momento de confronto, então ele renasce majestosamente a cada encontro; e assimila o teor da conquista.O valor do confronto dá sentido à vida, manancial   com que  o homem se    a  si  mesmo e se completa; o pleno alimento; é o carinho com o que  é, o que será, e  o que foi; é a magia sublime que se revela a si mesma  nos recônditos  da alma , adequando-a ao eterno à luz do espírito.

          O gênero não é e nunca será o autor verdadeiro da vida, mas um simples colaborador; colocá-lo a serviço do indivíduo humano plenamente constituído é o desafio angular do nosso tempo.O espírito, sim,  é o grande escultor, trabalha na intimidade da alma com precisão; é o portador das eternas leis da evolução  humana. A imagem grandiosa do homem livre é o eterno farol-guia, sempre reforçada a cada vivência  em que o homem leva a dinâmica do confronto para dentro de si e a  reabastece na candeia do autossacrifício  e do amor desinteressado. Morrer nos momentos de confronto para dar vida às imagens é o caminho que levará, com toda certeza,  à   conquista do galardão de homem superior na Terra e no cosmo... morrer nos momentos de confronto para renascer  no espírito significa   que a alma  deu a luz a ele.É o mesmo que nascer das próprias cinzas.É o rebento divino que ao mundo vem.

            Quem, diante do confronto, entrega-se aos ditames temporários das paixões ilusórias, porém necessárias, perde a grande oportunidade  de fazer um esmerado trabalho consigo mesmo na presente encarnação. Quem, por outro lado, conduz o gênero a uma educação esmerada, sábia,progressiva  é senhor de si; torna-se um colaborador efetivo e consciente de Micael e do Cristo Jesus, passando a ocupar um lugar de extrema  responsabilidade diante do mister da vida na evolução mundial   da Terra e do cosmo.      Passa a integrar-se às hostes sublimes de Micael. 

           O que o oxigênio é para a vida física do homem, a vivência mágica do confronto  humano é para as suas vivências anímicas na contemporaneidade.   Eis algumas considerações acerca da sabedoria do confronto.  







Gildo Oliveira
Rio Verde, Goiás, 04.02.12
Contato com o autor:
 e-mail : Oliveira.gildo@bol.com.br      

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...