lundi 26 novembre 2012

Submissão, violência, religião e poder: de Eva até Dilma Rousseff


A influência da mulher no mundo: família, religião e sociedade é o título do livro que será lançado pela jornalista Cléa Paixão, no dia 30/11, às 18h, no Espaço Cultural Santa Maria Magdalena da Alagoa do Sul, durante a III Flimar - Feira Literária de Marechal Deodoro/AL. A obra é publicada pela editora Exitum, de Brasília.
 Cléa é alagoana, mas reside em Brasília há 17 anos. Começou sua trajetória profissional como repórter da rádio do Sistema Verdes Mares e na TV Gazeta de Alagoas, afiliada da Rede Globo, onde foi premiada. Mas foi a partir de suas andanças profissionais e pessoais, realizadas Brasil a fora - das 27 unidades da Federação, ela conhece 21 -, que a jornalista Cléa Paixão resolveu falar, escrever e contar suas experiências, percepções e visão sobre elas.  O livro reúne informações detalhadas sobre a história da mulher em vários países, as que sofreram opressão, violências e as que superaram os obstáculos, venceram e chegaram ao poder.
 Na verdade, Cléa Paixão começou seu laboratório em casa, observando sua mãe. A filha caçula, de 13 irmãos, 11 vivos, sendo sete mulheres, teve um ambiente fértil para sua imaginação literária.
            A influência da mulher no mundo é um livro para ser lido por homens e mulheres. Mesmo com o título focando as mulheres não se trata de um livro feminista ou direcionado somente à elas. Em todos os capítulos a autora aborda a relação entre homens e mulheres. Ressalta assuntos polêmicos como a afirmação de que Deus é machista, a Bíblia é machista, a tão falada submissão feminina, a violência e a opressão, inclusive pelas religiões e religiosos. A autora usa a Bíblia cristã como fundamento, no entanto não é um livro meramente religioso. Traz um arrojado apanhado histórico sobre a trajetória da mulher, sua ascensão na família, na religião, na política brasileira e no mundo..., desde Eva até Dilma Rousseff. O livro certamente provocará reflexões e fará história. Como afirmou Maria da Penha, mulher símbolo internacional de luta pelo fim desse martírio que é a violência contra as mulheres, e que escreveu a apresentação desta obra: “Esse é, com certeza, um livro para se ler e reler”.
            Segundo Fausto Rodrigues de Lima, promotor de Justiça do Distrito Federal, membro do Núcleo de Direitos Humanos e Núcleo de Gênero – Promotoria de Defesa da MulherEm outros tempos, Cléa sofreria o escárnio social e poderia até arder na fogueira. Nos dias atuais, somente um adjetivo serve nela: C-O-R-A--G-E-M”. Fausto escreveu o prefácio do livro.


Mais informações:

Maria Lydia Lyra Costa (82) 9913-9032 / 3336-8277
3ª FLIMAR - BêaBá Livraria


ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...