mercredi 20 juin 2012

Uma Árvore Chamada Terezinha-Centro Cultural Lagoa do Nado -Jardim dos Poetas -Belo Horizonte-MG


Clevane Pessoa 

Jacqueline Aisenman de azul, e sua árvore, Terezinha, observada por Rogério Salgado e por mim,  (Clevane Pessoa), no Jardim dos Poetas-Lagoa do nado, em 31 de maio de 2012.Salgado e eu .
Crédito da foto: Lecy de Souza


Marco Llobus  marcara para 31 de maio, a segunda edição do Jardim dos Poetas(**):poetas que passaram pela Lagoa do Nado (*)em Saraus de Poesia , os que fizeram parte do histórico processo ...
A premiada prosadora e poeta Norália de Castro Mello estava nos primórdios da organização, em Brumadinho, de um  lançamento- do Varal do Brasil-2, onde estamos na qualidade de co-autoras e organizada por Jacqueline Aisenman a qual lançaria também seu próprio novo livro, "Briga de Foice", pela
Design Editora  , de Jaguará do Sul/SC, um belo trabalho editorial.jacqueline também é catarinense-e mora há anos, em Genebra.
Norália sonhava em reunir aqui, os co-autores mineiros.
Queria sobretudo, oferecer a Jacqueline a grande oportunidade de conhecer Inhotim (**).Mas as negociações se arrastavam, graças aos valores -e ela então, investiu potencialmente na Prefeitura de Brumadinho, onde hoje reside, que cedeu-lhe a Casa da Cultura-para a recepção de 01 de junho,hospedagem aos poetas e prosadores, várias benesses.A Secretaria de Cultura e Turismo entrou no esquema produtivo-e Norália pode contar com Juliana Brasil, Regina Esméria, Maria Lúcia Guedes, Maria Carmen de Souza, que se empenharam na decoração e na degustação de acepipes tipicamente mineiros juninos.Segundo comentários dos autores e convidados, foi uma grande confraternização-continuada em Inhotim e depois no Restaurante D.Carmita, com os lançamentos das antologias citas e livros dos presentes.
Bem, então, no Dia 31, aqui em Belo Horizonte, começamos a recepção à Jacqueline, que seria homenageada   junto com Diovvani Mendonça (leia-se Paz e Poesia ***) , no Sarau da Lagoa do Nado, no Restaurante D.Preta, reduto de poetas ,artistas e pessoas da Paz,  a convite de Claudio Marcio Barbosa , produtor cultural e poeta, que faz parte da família que administra o D.Preta.preparam um substancial prato mineiríssimo, o Feijão Tropeiro (****).
Foi organizada uma mesa de livros , para a degustação da mente e do espírito, por que não, do coração?Jacqueline recebeu as "Palmas Barrocas" -alusivas à arte sacra mineira, uma criação da artista de Sabará-uma das mais antigas cidades mineiras- Dirléia Neves Peixoto e que são parcimoniosamente distribuídas pelo grupo de Poetas Pela Paz e pela Poesia., grupo que realiza o Paz e Poesia em Belo Horizonte (*****).
No  D.Preta, , esperamos a chegada de Norália, que chegou com sua filha Daniela.Desse momento, participaram os poetas e artistas de Belo Horizonte, Marco Llobus, Neuza ladeira Rodrigo Starling, Iara Abreu, Maria Moreira, Adão Rodrigues, Fátima Sampaio, Rogério Salgado, Claudio Márcio Barbosa , Serginho BH (fundo musical ao violão) e eu. Co-autoras de outros Estados e cidades estiveram no congraçamento:Yara Darin, Maria Clara Machado,e, com Norália e Daniela, também artista, chegou a alegre Madhu Maretiori, que lançou  seu encantador "Em Nome de Gaia"- minilivro de grande conteúdo.
Bem, esse prólogo longo , mas necessário ao registro de nossa história de poetas, nos leva agora, à Lagoa do Nado.
Lá, além do mini tour pelo pulmão verde e suas águas, com passagem pela exposição a céu aberto da obra enraizada de Mestre Thibau., Jacqueline e nós, poetas convidados , fomos levados para plantar nossa árvore no Jardim da Poesia.
Quando saí de casa, sabendo que cada árvore poderia ser madrinha ou afilhada do poeta e o poeta  escolheria o nome de sua árvore, pensei em achegar-me a uma que desse muitas flores , para dar-lhe o nome de minha mãe, que adorava o verde.Eu andava daqui e dali, mas fui atraída por um cedro.Mesmo ele apresentando uma praga branca.Não consegui afastar-me das lindas folhas oblongas e acetinadas.Então, pensei:vou dar-lhe o nome de Máximo, pois meu avô ,paraibano,  trovador, cordelista e jornalista, repentista sonetista, que ensinou-me a metrificar e amar a poesia ainda no seu colo, não obstante árvore do gênero feminino na gramática, mas comum dos dois na espécie,Cedro sempre vai lembrar-me o gênero masculino.
Desejei muita sorte ao meu cedro-que cresça o máximo, seja o máximo-sobrenome de vovô, Luiz Máximo de Araújo  -pensei . 
Depois de curtir a árvore que me escolheu, fui circular e quando Jacqueline Aisenman foi batizar a sua, ela disse-me;-Terezinha, o nome de minha mãe.
Fiquei literalmente arrepiada .Claro que o prenome da santinha de Lisieux é muito comum, mas eu, que vivo na memória e no imaginário, escritora que sou, logo pensei : -Mamãe, que adorava o pai, deu-lhe lugar.
E assim , toda vez que for ao jardim de nós,Poetas, no CC Lagoa do nado, vou acarinhar essas duas árvores:pela amiga distante, em outro país, Jacqueline Aisenmar e cultura o nome materno de ambas, e o d e vovô, meu mago iniciador que revelou-me a POIESIS, como soi ser, com autoria, orgulho e alegria ::Terezinha e Máximo.

Mais tarde, já em casa, li um texto maravilhoso, em Varal Antológico  2 de Jaqueline Aisenman ,denominado Pintura Ingênua, onde ela abre ao leitor o grande amor por seu pai  ("Meu pai, sentado na cozinha, palpitava a vida, dava palpites em tudo"), onde a mãe amada entreaparece, figura de fundo e de palco ,indispensável( "Ou ia pelos braços queridos de minha mãe,braços cheios de alma") .

Realmente , esse plantio para mim, transcendeu os objetivos lindos desse jardim de árvores: permitiu-me a sagrada memória familiar vir bailar conosco por entre as mudinhas esperançosas...

Clevane Pessoa de Araújo Lopes
(A Jacqueline Aisenman, agradecendo o convite para ser e estar em Varal Antológico 2:alegria e honra).


Jacqueline, vendo nossos livros.Nas mãos, Sais-de Rogerio Salgado.Na pilha, meu Asas de Água e Nós, de Rodrigo Starling-entre outros.




Exemplaresde Varal Antológico- antologia coordenada por Jacqueline Aisenman





Café com Letras é da ALTO, em teófilo otoni e Lírios sem Delírios, meu livro mais recente (selo aBrace).
Revistas internacionais aBrace



Convite para o evento em Brumadinho 


Crédito das fotos acima :Clevane Pessoa 

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...