lundi 20 février 2012

NO BUTECO DO CÉU


NO BUTECO DO CÉU

MOR

Dos anti-planos celestes
Tudo de lá observando.
Da janela que reveste
O trio fica olhando.

Terça feira de carnaval
Do buteco a observar.
Aquele belo carnaval
Nem dava para pensar.

Lá estava o Aldírio Simão
Logo com Ziguelli ao lado. 
Com um copo na mão
Zininho naquele solado.

Olhando a velha floripa
Vendo aquela emoção.
De todo aquele aplique
A saída do Berbigão.

A pedido do Aldírio
Para completar a emoção.
O Rancho de amor a ilha
Canta sua mais bela canção.

São José/SC, 10 de fevereiro de 2.012.

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...