lundi 30 janvier 2012

E OS JOVENS?

Gilberto Nogueira de Oliveira


Nazaré, 06-12-1994

Vocês serão sempre jovens,
Vocês viverão sempre jovens,
Porque morrerão jovens,
Entorpecidos por uma fumaça
Velha, cinza e estonteante.
Sufocados por um pó
Jovem, branco e sedutor.
Na garganta um nó,
Nos olhos, complexo de cor.
Vocês já pensaram no país?
Ele está doente.
Governado por velhacos
Que já foram entorpecidos
Pela cinza fumaça,
E que hoje lhes impõe o pó.
Os velhos governantes
Usam a velha propaganda,
E incentivam os novos
A usarem as novas drogas.
Cocaína, crack, televisão, computador, celular,
E fazem a cabeça dos jovens
Que pararam no tempo,
E enriquecem os velhos
De um país sem futuro.
Onde estão os revolucionários?
Aderiram ao sistema?
Os jovens ouvem os velhos velhacos
E morrem indiferentes
Diante da televisão,
Com tela, sem visão...
Os jovens não se ligam em nada
E ligam a televisão
Desligando-se da realidade.                                                                                                          
É falta de professores?
Por onde andam os homens
Experientes e virtuosos?
Contratados pelo velho sistema?
Talvez...
Vocês querem o suicídio?
Vocês que tem coragem
Virem Kamikasis.
Peguem um granada
E levem com vocês
Todos os corruptos.
É só aproveitar um comício...
Estão todos juntos
No palanque capitalista.
É melhor que morrer
Covardemente de over dose.
O abuso de poder
Neste país absurdo
Atingiu o ápice.
Certa vez, um guarda rodoviário
Com curso primário incompleto,
Parou um carro de um cientista.
Como nada encontrou
Para aplicar a multa arrecadatória,
Depois de uma hora de sufoco,
O guarda alegou
No seu abuso de autoridade,
Que o cientista estava
Dirigindo sem óculos.
-Mas, eu não uso óculos!
-Isso não é problema meu.
Todo cientista usa óculos.
Eu quero a multa por que
Sou pago para multar.
E o cientista que perdeu seu tempo,
Teve que pagar a multa                                                                                                          
Por não ser míope.
Quando ele entrou no carro
Começou a imaginar:
Porque um país de jovens
Elegem tantos velhos burros?
Seriam os jovens, burros
Ou seriam burros, os jovens?
Seria o jovem guarda, um burro
Ou seria burra, a jovem guarda?

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...