lundi 19 décembre 2011

NOVIDADES DO VARAL


 Olá amigos do Varal!

Voltamos de uma viagem a Santa Catarina onde participamos ativamente da 26ª Feira Catarinense do Livro, em Florianópolis. Um sucesso está sendo a Feira!
E voltando justamente para este frio europeu, resolvemos nos aquecer com as novidades do Varal!
Novidades? Tem muitas? Tem sim!
Estamos selecionando autores para o catálogo da Livraria Varal do Brasil para o Salão Internacional do Livro e da Imprensa de Genebra 2012. O catálogo, que será editado e impresso colorido e em Francês, apresentará os autores de língua Portuguesa aqui na Europa para visitantes, agentes literários e editores. Você não vai deixar seu livro ficar de fora! Entre em contato pelo nosso e-mail varaldobrasil@bluewin.ch e peça as informações sobre como participar.
E se você foi selecionado para o livro Varal Antológico II, não se esqueça de preencher a ficha de adesão enviada para garantir sua participação. Não recebeu? Manda e-mail aqui pra gente! As últimas vagas estão sendo preenchidas na próxima semana!
A edição de Natal e Ano Novo está sendo distribuída e temos a alegria de dizer que já foi recebida por e-mail e baixada nos cinco continentes. São os autores do Varal seguindo firmes no caminho da divulgação da nossa literatura! Não viu ainda? Tem no site (www.varaldobrasil.com) e no blog (www.varaldobrasil.blogspot.com).
Para a edição de janeiro as inscrições estão fechadas, a revista sairá na primeira quinzena de janeiro de 2012. As inscrições encontram-se abertas para a edição de março, com o tema Paz e Amor: Faça Amor e Não a Guerra! Peça o formulário e venha participar conosco! Toda participação na revista é gratuita!
Neste mesmo caminho segue a Livraria Varal do Brasil que, além do catálogo para o Salão do Livro, também prepara uma série de atividades para o ano de 2012.
Gostaríamos de contar para vocês duas novidades de nossa editora: Jacqueline Aisenman recebeu o prêmio de melhor livro do ano de 2011 (categoria contos) da Academia Catarinense de Letras com o livro Lata de Conserva. E acaba de lançar o livro de pensamentos Palavras Para o Seu Coração pelo Selo Editorial Varal do Brasil. O livro Palavras, que acaba de nascer,  já está alcançando um excelente índice de venda!
Quer editar o seu livro?  No Brasil temos parceria com a Design Editora e fazemos seu livro com o selo Varal do Brasil. Na Europa temos pareceria com as Edizioni Mandala. Assim, acompanhamos você de perto lá e cá.
E claro que agora ficou ainda mais fácil de saber todas as novidades do mundo cultural: Além dos sites www.varaldobrasil.com e www.livrariavaral.com o Varal do Brasil tem o seu blog de difusão cultural! www.varaldobrasil.blogspot.com.  Você pode enviar seus eventos para divulgação e pode ler tudo o que anda sendo divulgado por lá! Além disto, você pode enviar também suas crônicas, contos, poemas, etc., para serem publicados no blog! Varal do Brasil, um blog cheio de pequenas surpresas!
Enviar seus livros para nossa Livraria, editar seu livro, participar da revista, do catálogo, da antologia... Nossa! Como tem novidades no Varal! Para saber detalhes de cada um dos assuntos, você já sabe: varaldobrasil@bluewin.ch

E neste momento festivo aproveitamos para desejar a você um Feliz Natal e um Ano de 2012 pleno de sucesso, saúde e realizações!
O Varal do Brasil estará de férias entre 23 de dezembro e 02 de janeiro.
Voltaremos em 2012 com toda a alegria para estar junto de vocês divulgando nossa cultura!
Um grande abraço,
A Equipe do Varal

SolVendo Poemas: Sol vendo sentidos

Por Valdeck Almeida de Jesus



Primeiro livro da poeta Sol Dantas já é sucesso na Bahia - Foto: Divulgação
“SOLvendo Sentidos” é mais que o nome do primeiro livro de Sol Dantas. Nas palavras da própria autora, esta obra “é a absorção do que tem sentido pra mim e do que dá sentido ao que faço. É solver os sentidos da vida e ver sentido no seu discorrer, sob uma visão flexível, mas muito peculiar. Ficção e realidade se confundem nos encontros e motins dos meus eus poéticos, que brincam com as palavras, enquanto derramam seus sentimentos em versos livres e métricos”.

Para a blogueira e escritora Miriam de Sales, “está chegando a hora tão esperada do lançamento do  livro de poesia da poeta Ivone Soll.  Sou testemunha da qualidade dos poemas e do esmero em que foram tratados, seja na publicação, na escolha ou na beleza dos temas. Eu que acompanhei de perto a gestação, o nascimento, as escolhas e ainda batizei o neném escrevendo o prefácio, estou numa felicidade que só. Porque está nascendo um trabalho que dignifica a Poesia e que vai deixar muita gente feliz por ter essa obra na sua estante. O Prêmio Nobel deste ano foi para um poeta sueco; a poesia está voltando à moda, à maneira de Ivone SOL-vendo Sentidos. Só me resta dizer "merde", como os franceses”.

Ivone Sol é radialista, professora e poeta. Participante de vários movimentos culturais de Salvador, a escritora é uma incansável guerreira que luta todos os dias pela literatura baiana. Este é seu primeiro livro, de muitos que virão, fruto de muita inspiração e muito suor. Com certeza já é sucesso, como tudo o que sol faz. A energia e a aura da poeta transpira e inspira trabalhos poéticos que transbordam criatividade, qualidade e bom gosto. Para abrilhantar o coquetel de lançamento, vai haver apresentação especial dos músicos Juca Dy Paula e Andriz Petson.

SERVIÇO
O que: Lançamento do livro “SolVendo Poemas”, de Ivone Sol
Onde: SESC Nazaré – Avenida Joana Angélica, 1541 – Nazaré – Salvador-BA
Quando: 14 de outubro de 2011, às 19 horas "

A poetisa baiana SOLL DANTAS , com Clevane Pessoa e abaixo com Brenda Marques, do Instituto Imersão Latina, confraternizando na Bienal do Livro em Belo Horizonte-MG.

A ARTE DE ALMANDRADE É TEMA DE EXPOSIÇÃO NA CAIXA CULTURAL SP

Mostra documenta cerca de 40 anos de arte do artista plástico baiano

Entre os dias 03 de dezembro de 2011 e 26 de fevereiro de 2012 estará em exposição na Caixa Cultural SP a mostra “Almandrade - esculturas, objetos, pinturas, desenhos, instalação e poemas visuais”. Esta exposição tem caráter comemorativo e documenta cerca de 40 anos de arte do artista plástico Almandrade. A entrada é franca.

Esta exposição é um recorte do seu trabalho elaborado em mais de três décadas de utilização do objeto de arte para estimular o pensamento e provocar a reflexão, segundo critério fundamentados na racionalidade, na materialidade e, não por acaso, na economia de dados, sem deixar que conceitos sobreponham ao fazer artístico. Almandrade compromete-se com a pesquisa de linguagens artísticas que envolve artes plásticas, poesia e conceitos. No percurso do artista, destaca-se a passagem pelo concretismo e a arte conceitual, nos anos 70, o que contribuiu fortemente com a incessante busca de uma linguagem singular, limpa, de vocabulário gráfico sintético. De certa forma, um trabalho que sempre se diferenciou da arte produzida na Bahia.
O trabalho de Almandrade, tanto pictórico quanto linguístico, vem se impondo, ao longo de todos esses anos, como um lugar de reflexão, solitário e à margem do cenário cultural baiano. Depois dos primeiros ensaios figurativos, no início da década de 70, conquistando uma Menção Honrosa no I Salão Estudantil, em 1972, sua pesquisa plástica se encaminha para o abstracionismo geométrico e para a arte conceitual. Como poeta, mantém contato com a poesia concreta e o poema/processo, produzindo uma série de poemas visuais. Com um estudo mais rigoroso do construtivismo e da Arte Conceitual, sua arte se desenvolve entre a geometria e o conceito. Desenhos em preto-e-branco, objetos e projetos de instalações, essencialmente cerebrais, calcados num procedimento primoroso de tratar questões práticas e conceituais, marcam a produção deste artista na segunda metade da década de 70.

Redescobre a cor no começo dos anos 80 e os trabalhos, quer sejam pinturas ou objetos e esculturas, ganham uma dimensão lúdica, sem perder a coerência e a capacidade de divertir com inteligência.

Um escultor que trabalha com a cor e com o espaço e um pintor que medita sobre a forma, o traço e a cor no plano da tela. A arte de Almandrade dialoga com certas referências da modernidade, reinventando novas leituras.

ALMANDRADE
(Antônio Luiz M. Andrade)
Artista plástico, arquiteto, mestre em desenho urbano e poeta. Participou de várias mostras coletivas, entre elas: XII, XIII e XVI Bienal de São Paulo; "Em Busca da Essência" - mostra especial da XIX Bienal de São Paulo; IV Salão Nacional; Universo do Futebol (MAM/Rio); Feira Nacional (S.Paulo); II Salão Paulista, I Exposição Internacional de Escultura Efêmeras (Fortaleza); I Salão Baiano; II Salão Nacional; Menção honrosa no I Salão Estudantil em 1972. Integrou coletivas de poemas visuais, multimeios e projetos de instalações no Brasil e exterior. Um dos criadores do Grupo de Estudos de Linguagem da Bahia que editou a revista "Semiótica" em 1974. Realizou cerca de vinte exposições individuais em Salvador, Recife, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo entre 1975 e 1997; escreveu em vários jornais e revistas especializados sobre arte, arquitetura e urbanismo. Prêmios nos concursos de projetos para obras de artes plásticas do Museu de Arte Moderna da Bahia, 1981/82. Prêmio Fundarte no XXXIX Salão de Artes Plásticas de Pernambuco em 1986. Editou os livretos de poesias e/ou trabalhos visuais: "O Sacrifício do Sentido", "Obscuridades do Riso", "Poemas", "Suor Noturno" e Arquitetura de Algodão". Prêmio Copene de cultura e arte, 1997. Tem trabalhos  em vários acervos particulares e públicos, como: Museu de Arte Moderna da Bahia e Pinacoteca Municipal de São Paulo.

SERVIÇO:
Exposição: A Arte de Almandrade
Abertura e visita guiada pelo artista: dia 03 de dezembro, a partir das 11h
Visitação: de 03 de dezembro de 2011 a 26 de fevereiro de 2012
Horário de visitação: de terça-feira a domingo, das 9h às 21h.
Local: CAIXA Cultural São Paulo (Sé) - Praça da Sé, 111 – Centro – São Paulo/SP
Informações, agendamento de visitas mediadas e translado (ônibus) para escolas públicas: (11) 3321-4400
Acesso para pessoas com necessidades especiais
Entrada: franca
Recomendação etária: Livre
Patrocínio: Caixa Econômica Federal

Cabra Cega

Por Clevane Pessoa




No dia 15 de dezembro, fomos debater, a convite da presidente do lMEL, Brenda Marques Pena, no SINPRO(Sindicato dos Professores de escolas privadas), no antigo Bairro Floresta, em Belo Horioznte, o excelente filme CABRA CEGA.Os debatedores foram a Professora Dalva Silveira (autora de "Geraldo Vandré- A Vida Não se resume em Festivais"),que discorreu sobre André e as músicas censuradas, o físico Marco Aurélio Lisboa (autor do livro O Vietnã é Aqui-sobre o Araguaia- em fase de finalização para "ir ao prelo"), que viveu clandestino na época da Ditadura,José Carlos (do SINPRO) militante à época, e eu, Clevane Pessoa, que nos Anos de Chumbo  militava na imprensa de Juiz de Fora, e pude falar sobre a terrível censura,autora de "Nas velas do tempo-Memórias de Uma Repórter na Ditadura" "(em e-book,para download grátis, parcial, editado por Lourivaldop Perez Baçan) e dos poemas "Alegoria da Tortura", publicado na antologia "Roda Mundo,Roda Gigante,volume I, 2004", em ESTALO a REVISTA ,de "Trinta Anos Sem Vlado", em RODA MUNDO , 2006 volume II -as antologias são organizadas por Douglas Lara-S.Paulo e do conto "O Poeta e o Militar", no volume I das coletâneas citas.
O filme tem a exatidão temporal ideal , ótima reconstituição de época e a densidade esperada para o tema.Brilhantes interpretações.Trilha sonora adequada e memorável.
No SINPRO, fomos recebidos pela Diretora Terezinha Avelar,responsável pelo Departamento de Cultura,l em especial,do Cine Clube.
Saiba mais no blog do Imersão Latina,
http://imersaolatina.blogspot.com
Assim que concluir minhas impressões, publicarei , co9m fotos do evento,

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...