vendredi 9 décembre 2011

Lançamento de livro

Tenho o prazer de convidá-los para o lançamento do meu livro de poesia intitulado “VENCIDAS AS PRIMAVERAS INSÍPIDAS”, uma seleção extraída da primeira safra dos meus poemas.
 A sessão de autógrafos será realizada na Livraria Realejo, em Santos/SP.
Endereço: Rua Marechal Deodoro, nº 2, Praça da Independência, Gonzaga.
Data: 10 de dezembro/2011 (sábado)
Horário: 18:30 h
 
Um abraço,
Francisco Borges Neto.
--
 
Ed. Costelas Felinas (livros artesanais) - Clube Poetas Litoral (atividades literárias) - Cabeça Ativa (revista lítero-temática).

JOSANE MARY AMORIM E SUA MEVROUW JANE


UM ROMANCE INTIMISTAJosé Augusto Carvalho
Este é um romance de estreia, mas dá a ilusão de ser obra de uma autora experiente, pelas qualidades que apresenta.
Os diálogos naturais e simples, embora às vezes profundos, se arrastam propositadamente em detalhes caseiros e familiares, para que o leitor se envolva na trama e participe como ator e não como leitor-espectador do que a sua leitura vivencia.

                    Trata-se  de  um  romance  intimista,  com  múltiplas  personagens, mas centralizado basicamente em problemas familiares de duas mulheres: Jane (69 anos), a personagem título, e Sofia (25 anos), a bela jovem estudiosa e culta, roteirista de peças teatrais. Amores e desamores, encontros e desencontros marcam a vida de ambas, em suas confidências compartilhadas.
A autora, erudita e viajada, aproveita os diálogos para encaixar curiosidades sobre os países que visitou ou em que viveu. Não apenas pontos turísticos, mas também coisas ligadas à cultura ou à língua, como, por exemplo, o fato de, em algumas cidades pequenas, todos respeitarem os domingos, na Holanda, de tal forma que nem ouvir música ou fazer festas é permitido.
                       
                   Também há críticas interessantes: “[os holandeses] são superficiais, não vão fundo nem longe… Nestes três anos, e tomando como referência as pessoas com quem já conversei ou que conheci aqui, o meu maior choque cultural  foi exatamente essa artificial e vaga diplomacia. Constatei que, aqui na Holanda, um dos países mais desenvolvidos do mundo, muitos dos seus habitantes são intelectuais, brilhantes e lindos, contudo, entre  eles, existem muitos, muitos, que deixaram apodrecer dentro de  si,  por total falta de uso, grandes qualidades, grandes valores humanos que regem a vida.”

Às vezes, há pensamentos profundos que levam o leitor a parar para refletir sobre eles, como por exemplo:
1. “A confiança é igual à felicidade: não vem de fora. Ela está dentro de nós. Nós é que temos de encontrá-la.”
2. “O importante não é ter uma crença, mas uma conduta moral.”

                   Em síntese, trata-se de um romance que certamente agradará ao leitor desde as primeiras linhas. E ficará encantado com o final surpreendente. É ler para ver.
Dizia Guimarães Rosa (cito de memória) que  um  livro  pode  valer  pelo  muito  que nele não deveu caber. Este aqui também vale pelo muito que nele coube.

E Nós Não Fomos Felizes Para Sempre de Monica Pinaud



Em E Nós Não Fomos Felizes Para Sempre é traçado o caminho interno de evolução e recuperação de uma mulher após um rompimento amoroso, onde são vivenciadas emoções tais como o desespero, o ódio, a solidão, a ânsia pela liberdade e a culpa, sendo que tais sentimentos aparecem em um processo sutil de alternância e simultaneidade, posto que não excludentes. Através dos capítulos, percebe-se como a personagem busca e atinge sua independência emocional e psicológica após perceber que o rompimento da relação comprova que esta, na verdade, a anulava enquanto indivíduo e mulher. Algumas estratégias de narração são intencionalmente adotadas, sendo que a principal é a ausência de individualização da personagem, não sendo atribuídos nome, idade, classe social ou profissão, de sorte que esta mulher - atemporal e sem face - possa ser um espelho refletor de toda e qualquer pessoa que viva ou tenha vivido a situação de sentir-se em abandono por uma separação. Perfazendo um caminho que se baseia mais em mudanças internas do que em fatos narrados, guarda o livro a estrutura de fluxo de consciência (stream of consciousness) por vezes, em particular no início da obra, com alternância entre segunda e terceira pessoas, como se a personagem ansiasse em falar “sobre” ele e/ou “com” ele. Por fim, através da linguagem, deixa-se transparecer a evolução e modificação do estado de humor ao longo dos capítulos que, inicialmente guardam um tom de mágoa e rancor e, a partir de cerca da metade do livro mostram alguém em superação e se descobrindo como ser individual (e não membro integrante de um casal) e tentando encaixar-se no “mundo solteiro” em seus desafios e tentações.

Na Europa? Encontre este livro na Livraria Varal do Brasil: http://www.livrariavaral.com/

ShareThis

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...